Mês da Cultura Independente SP: 9 eventos imperdíveis da programação

Pra você não se perder nas mais de 500 atividades em cartaz, nós selecionamos algumas que você não poder deixar de ir!

Por: Redação

Parte do calendário cultural da nossa amada São Paulo, o Mês da Cultura Independente apresenta cerca de 500 atividades em mais de 100 pontos, ocupando ruas e espaços culturais da cidade durante todo o mês de setembro! É evento bacaray!

O MCI reúne artistas da cultura independente de diversas áreas, com shows, peças de teatro, mostras de cinema, debates, seminários, encontros literários e oficinas. Ou seja, tem rolê pra todo mundo!

DJ tocando no SP NA RUA evento do mês da cultura independente
Crédito: DivulgaçãoEntre as 500 atividades do Mês da Cultura Independente, a Catraca Livre separou as nove imperdíveis dessa edição!

13 PASSEIOS PARA FAZER EM SP E SAIR DA MESMICE

Mas, poxa…500 atividades na programação. É coisa pra caramba e não dá pra fazer tudo, né? Fica frio, que a Catraca Livre, a manjadora dos rolês alternas mais da hora dessa ésse-pê, não te deixa na mão!

Vem com a gente nessa seleção de nove eventos imperdíveis do Mês da Cultura Independente de São Paulo:

PS: sete dos nove eventos têm entrada gratuita. Os com ingressos pagos não passam de R$ 30.

Um dos destaques da programação é o SP NA RUA, evento que ocupa as ruas do Centro histórico de São Paulo com dez horas de manifestações artísticas, musicais e performáticas de coletivos urbanos, intervenções musicais e DJs.

Este ano, o SP NA RUA também abraça o Dia Municipal da Música Eletrônica de São Paulo, que ganha um palco dedicado à data.

dj mulher tocando na festa SP NA RUA
Crédito: DivulgaçãoSP NA RUA é um dos eventos mais esperados do Mês da Cultura Independente

A programação conta com 12 pontos de festa e mais de 30 atrações artísticas. Confira a programação completa aqui.

Onde: Rua Barão de Itapetininga, Largo do Paissandu e Triângulo SP
Quando: 28 e 29 de setembro, das 20h às 06h
Quanto: Grátis

  • Semana de Arte Urbana

Pela primeira vez na história do evento, o Seminário de Arte Urbana vai ser realizado no Mês da Cultura Independente.

A programação promove, no sábado, dia 21 de setembro, uma série de encontros do poder público com a sociedade civil para debater a nova etapa do Museu de Arte de Rua (MAR), política de arte urbana da Prefeitura de São Paulo.

As conversas apresentam três eixos principais: intervenção urbana e zeladoria, arte e educação e parcerias governo/sociedade. Para comparecer, não é necessário fazer inscrição nem retirar ingresso. A entrada é limitada à lotação da sala.

Onde: Centro Cultural Olido
Quando: 21 de setembro (veja os horários no site da Prefeitura)
Quanto: Grátis

  • Vivência Make de Guerrilha

Coordenada pelas artistas Ramirona e Alma Negrot, a vivência utiliza a maquiagem como ferramenta de autoconhecimento e poder. A atividade não faz distinção de gênero, sexualidade, idade ou formação social.

alma negrot com maquiagem branca e roupa branca
Crédito: DivulgaçãoMaquiagem também é autoconhecimento e poder!

Nos encontros, alternam-se momentos (per)formativos, expositivos e práticos, que abrem o debate sobre desdobramentos históricos e contemporâneos relacionados à identidade de gênero, terrorismo urbano e subjetividades do corpo, por meio de técnicas de caracterização e conceitos de maquiagem contrários às visões normativas sobre beleza e padrões estéticos.

Onde: Centro Cultural São Paulo – Sala de Debates (Piso Caio Graco)
Quando: De 21 a 29 de setembro. Terça a sexta, das 18h às 20h; sábado a domingo, das 15h às 18h
Quanto: Grátis.
Inscrição: até 15 de setembro. Preencher este formulário

  • O Cinema de Barbara Hammer

A mostra “O Corpo Não É Metáfora” exibe entre os dias 19 e 22 de setembro, no Centro Cultural São Paulo, filmes de Barbara Hammer. A cineasta, que morreu em março deste ano em decorrência de câncer, aos 79 anos, é considerada um dos maiores nomes nos Estados Unidos do cinema queer.

barbara hammer em cima de uma moto
Crédito: DivulgaçãoEm homenagem a Barbara Hammer, CCSP recebe mostra com 15 de seus mais de 40 filmes que discutem assuntos tabus, como sexualidade e relações sexuais entre mulheres

Seus mais de 40 filmes discutem assuntos tabus, como sexualidade e relações sexuais entre mulheres. “Dyketactics” (1974) foi o primeiro filme sobre orgasmo com interações lésbicas.

A mostra integra o festival “Agora É Que São Elas”, que seleciona mais de 15 filmes.

Onde: Centro Cultural São Paulo – sala Spcine Lima Barreto
Quando: De 19 a 22 de setembro.
Quanto: Grátis (programação completa aqui)

  • Demônios

O teatro Décio de Almeida Prado recebe, a partir do dia 20 de setembro, o impactante espetáculo “Demônios”. Dividida em três atos, cada um identificado por uma cor (vermelha, preta e branca), a performance aborda as mazelas que oprimem e satanizam a comunidade LGBTQIA+.

cena do espetáculo demônios de marcelo davilla e marcelo denny
Crédito: Chico Castro e Val CoeAviso: o espetáculo “Demônios” é para maiores de 18 anos!

Dirigida por Marcelo D’Avilla e Marcelo Denny, do Grupo Teatro da Pomba-Gira, a montagem reúne dança e performance, mostrando formas de “demônios” contemporâneos que afetam o homem homossexual, como a ascensão do neofascismo, o sistema socioeconômico e o suicídio. A classificação indicativa é 18 anos.

Onde: Teatro Décio de Almeida Prado
Quando: De 20 de setembro a 6 de outubro. Sexta e sábado, às 21h; domingo, às 19h.
Quanto: R$ 30

  • Thiago Pethit

Neste show o cantor paulistano apresenta músicas de seu quarto álbum autoral, “Mal dos Trópicos”, que busca elementos na dramaturgia e na musicalidade para narrar o mito de Orfeu sob um viés tropical e urbano.

Thiago Pethit de batom borrado fumando um cigarro em foto preto e branco
Crédito: DivulgaçãoThiago Pethit se apresenta no CCSP

Nas nove faixas, chamadas “atos”, misturam-se clássicos do jazz e do samba, o carnaval de rua e a erudição de Villa-Lobos. Das obras do Teatro Oficina, de Zé Celso Martinez Corrêa, passando pelas boates gay do centro de São Paulo e pela poesia de Roberto Piva, a nova obra é traduzida como um espetáculo de natureza sinestésica.

Onde: Centro Cultural São Paulo – Sala Adoniran Barbosa
Quando: Dia 15 de setembro, às 18h
Quanto: R$ 20

  • Happy hour com Paulo Tessuto e Festa Caplock 

O DJ e ex-jogador de basquete Paulo Tessuto comemora mais de uma década de discotecagens e leva sua Festa Capslock para o Happy Hour Olido. Com suas performances irreverentes, o artista colaborou com a revolução da nova fase da cena independente.

carlos capslock montado de drag queen tocando na festa capslock
Crédito: DivulgaçãoCarlos Capslock é um marco das festas de rua de SP

Em 2014, criou o personagem Carlos Capslock que lhe deu fama nos rolês paulistanos e apresenta seu lado mais divertido e insano atrás das pick-ups.

Onde: Centro Cultural Olido – Vitrine da Dança
Quando: Dia 13 de setembro, às 18h
Quanto:
Grátis

  • Mostra de Filmes de Música Eletrônica

O cineasta e escritor Lufe Steffen assina a curadoria da Mostra de Filmes de Música Eletrônica, exibida em setembro na sala Spcine Olido.

A programação é gratuita e apresenta, em todas as segundas-feiras do mês, os filmes: “A Volta da Pauliceia Desvairada” (2012), de Steffen; “Curtas – A Noite Eletrônica dos Anos 2000”, com as produções “Condessa” (2000), de Dacio Pinheiro e Denis Rodriguez; “São Paulo 2000” (2000), de Dacio Pinheiro, Daniel Zanardi e Rodrigo Garcia Dutra; “LCD 32:59” (2003) e “Carnaval” (2006), ambos de Dacio Pinheiro; “Y” (2013), de Dacio Pinheiro e Stefan Fahler;  “O Que É Nosso – Reclaiming The Jungle” (2014), de Jerry Clode, Murilo Yamanaka e Allyson Alapont; “A Orquestra Invisível e Outros DJs Pioneiros do Brasil” (2004), de Keke Toledo e Rica Mentex (dia 23).

cena de “A Volta da Pauliceia Desvairada” (2012)
Crédito: ReproduçãoO cineasta e escritor Lufe Steffen assina a curadoria da Mostra de Filmes de Música Eletrônica e exibe o seu “A Volta da Pauliceia Desvairada” (2012)

No dia 30, o encerramento da mostra traz um debate entre Steffen, Claudia Assef (diretora do Centro Cultural Olido e autora do livro “Todo DJ Já Sambou”) e Erika Palomino (diretora do Centro Cultural São Paulo e autora do livro “Babado Forte”).

Onde: Centro Cultural Olido – Sala Spcine Olido
Quando: Dias 2, 9, 16, 23 e 30 de setembro, às 20h.
Quanto: Grátis

  • Flora Mattos

A cantora e MC apresenta o show de seu primeiro álbum em carreira solo, “Eletrocardiograma” (2017) na Casa de Cultura Hip Hop Sul. O disco, que foi muito bem recebido por crítica e público, aborda sentimentos românticos em tom confessional visceral.

flora matos com tranças em fundo rosa
Crédito: DivulgaçãoFlora Matos se apresenta na zona sul, durante o Mês da Cultura Independente

Onde: Casa de Cultura Hip Hop Sul
Quando: Dia 15, às 20h.
Quanto: Grátis

Ama lista? A gente também! Confira essas três que separamos só pra você!

16 lugares em São Paulo para apaixonados por livros

6 rolês tradição que todo mundo precisa fazer em São Paulo

Descubra 17 lugares para garimpar discos de vinil em SP

1
SP: Maior festival de inovação e arte digital do Brasil
Unhide Conference, um festival de inovação e arte digital está em sua segunda edição. Fomos conferir esse encontro de arte, criatividade …
2
Terça do Vinil em Recife: rolê pra gente lisa
Depois de uma temporada granfina lá nas Europa, a minha, a sua, a nossa Terça do Vinil tá de volta …
3
02:19
Vem ver o céu à noite no Planetário da Gávea no Rio
Os amantes do universo têm um rolé para chamar de seu no Rio! Toda quarta e sábado acontece lá no Planetário …
4
04:15
Edifício Maletta: 4 lugares, alguns drinks e 1 varanda para amar em BH
Ele tem história e paixão. É comercial e residencial. Tem comida de boteco e bebida gourmet. Gente interessante de um …
5
03:26
Gravity VR em SP – A realidade virtual como você nunca viu
Hoje, vamos te mostrar a fronteira entre mundo físico e o virtual através de equipamentos e programas de última geração. Esse …
6
03:09
O que você precisa saber sobre o incrível Cine Passeio em Curitiba
Inaugurado em março de 2019, o cinema de rua vem pra resgatar aquela coisinha gostosa de poder assistir um cinema …
7
03:49
Exposição de Leonardo da Vinci no novo MIS Experience em SP
São Paulo tem um novo espaço cultural para chamar de seu: o MIS Experience, que inaugura com a mega exposição …
8
03:51
Os melhores lugares para ver Porto Alegre do alto
Se Porto Alegre já é uma cidade linda num passeio por suas ruas e calçadas, imagina vendo toda a beleza …