10 festivais gastronômicos para se lambuzar em novembro em SP

Shows e festas celebram feriados de novembro no Mundo Pensante


Até
30
de novembro 2018
Segunda - Terça - Quarta - Quinta - Sexta - Sábado - Domingo
Quintas às 20h; Terça, sexta, sábado e pré-feriados 23h; Domingo 18h

Bar

Em novembro, o Mundo Pensante prepara festas quentíssimas com nomes veteranos dos palcos paulistanos e novidades imperdíveis. O mês começa com BNegão botando som de qualidade e termina com noite de Esquema com DJ Nuts e David Carneiro (Primavera, Te Amo). A programação passa ainda por nomes como Flora Matos, Ava Rocha e Di Melo, além das festas Venga, Venga e Je Treme.

Para quem é leitor do VilaMundo a situação é ainda melhor: nos dias de semana, temos 20 ingressos gratuitos e, aos finais de semana, os cinco primeiros que apresentarem o cupom exclusivo, entram de graça! Ah, tudo depende da lotação da casa, então se ligue na programação.

Crédito: Anne KarrMundo Pensante tem programação dançante no Mês da Consciência Negra

Considerado um dos principais e mais criativos rappers do Brasil, BNegão, o MC do Planet Hemp (banda com a qual alcançou a marca de 1.000.000 de cds vendidos), lançou no final de 2003, de forma independente, seu primeiro disco solo, Enxugando Gelo, com a sua banda Seletores de Frequência.

“Trança é uma trama de múltiplos fios, um enfeite dos cabelos, uma maneira especial de produzir o pão. Trança é também o título do terceiro disco da cantora carioca Ava Rocha, uma referência ao artista plástico Tunga, que nos deixou em 2016. Tunga assinou a capa do primeiro álbum de Ava — Diurno — antecipando o êxito de Ava Patrya Yndia Yracema (2015)” – texto de Bernardo Oliveira. Esquema é a festa que faz menção aos bailes de música brasileira. Encontro dos ritmos brasileiros dos anos 60,70,80,90 com o que de melhor aconteceu depois dos anos 2000. No som, DJs Nuts e David Carneiro convidam Rafael Telefone.

A Orquestra Brasileira de Música Jamaicana comemora seus 10 anos com um novo EP, recheado de versões que vão dos clássicos da música brasileira até um hit jamaicano e mundial. Continuando as comemorações pra essa festa de lançamento teremos participação de André Abujamra e Felipe Machado.

Idealizado pelo cantor e compositor baiano Pietro Leal, o Baile da Massa Real nasceu com a proposta de provocar encontros. A cultura, música, dança, jeito e sotaque da Bahia foram ingredientes fortes na criação desse projeto. Idealizado inicialmente para a cidade de São Paulo, o Baile começou seus trabalhos em Salvador-BA, com duas edições experimentais no início de 2015. Em outubro do mesmo ano, o projeto estreou na capital paulistana, apresentando à terra garoa o que é que a Bahia tem.

 

O show do coletivo liderado pelo baterista/produtor Tuto Ferraz revela o seu lado autoral, notável em seu ponto de partida: o novo disco “Moto-contínuo”, que conta com parcerias com nomes como Claudio Zoli, Renato Neto, Walmir Borges, Edu Lobo e Fernanda Abreu, que divide a autoria em 2 canções, além de grAver todos os backings do disco.

“A Flora não é só a melhor MC do Brasil. Ela está entre os artistas mais interessantes que apareceram no país nos tempos recentes para muito além de nichos de estilos. Ah, e sim, ela está entre os melhores MCs daqui – independente de gênero e deixando na poeira esse papinho de “universo dominado por homens”, já que ela canta e rima tão bem. É menina e mulher, tem o pique malandragem de rua, sem precisar ser nem um pouco masculinizada ou sucumbir aos estereótipos masculinos sobre a mulher hiper sexualizada, quer dizer, recorrer aos estereótipos estadunidenses”, texto por Andre Maleronka.

Apontado pela mídia especializada como um dos grandes nomes do novo cenário nacional, a Maglore apresenta o show Todas As Bandeiras, mesmo nome de seu mais recente CD. Depois de encerrar o ciclo de três anos do elogiado disco “lll”, o quarteto de canção popular brasileira com referências de pop e rock psicodélico volta à estrada, com a turnê de lançamento do novo álbum. Esquema é a festa que faz menção aos bailes de música brasileira. Encontro dos ritmos brasileiros dos anos 60,70,80,90 com o que de melhor aconteceu depois dos anos 2000. No som, DJs Nuts e David Carneiro convidam Ian Nunes.

Di Melo chega em 2018 completando 45 anos de carreira musical, e hoje o recifense Di Melo é referência e é reconhecido como um dos principais nomes da black music brasileira de todos os tempos. O cantor, compositor, poeta, pintor, ator e soulman Di Melo, retorna de uma turnê européia e comemora em grande estilo suas vivências artísticas e compartilha sua nova fase musical, que traz novas composições recém-lançadas como o Single A.E.I.O.U., lançada em Vinil em Junho de 2018, gravada com a banda Francesa.

Samba do Bule alia amizade, cadência e tradição em uma das rodas mais prestigiadas de São Paulo. São mais de dez anos compondo uma história ritmada pelas trocas, aprendizados e companheirismo. Fundado em 2007, o Grupo Recreativo de Estudos do Samba Bule surgiu de forma despretensiosa, da reunião informal de amigos que tinham em comum a admiração e o respeito aos sambistas que muito contribuíram com a identidade musical brasileira, mas nem sempre com o merecido reconhecimento. Desde então, o Bule foi ganhando forma e força. Toda última sexta do mês os músicos levavam adiante a bandeira de saudar o samba e evocar os grandes compositores que contribuíram de maneira única com a nossa cultura popular.

Esquema é a festa que faz menção aos bailes de música brasileira. Encontro dos ritmos brasileiros dos anos 60,70,80,90 com o que de melhor aconteceu depois dos anos 2000. Os três Djs apresentam suas seleções de músicas brasileiras no Mundo Pensante. Neste pré-feriado Nuts e Carneiro convidam Rafael Telefone.

A noite propõe o encontro de musica brasileira eletrônica, o grave brasileiro, numa fusão de estilos regionais e sonoridade urbana, atual e politizada. A regionalidade do trio Côco de Oyá abre os trabalhos da noite que segue com a psicodelia dos Seres Hoibridos, onde o projeto ¡Venga-Venga! apresenta seu show ao vivo e performático.

O intervalo de cinco anos que separa os dois álbuns autorais do percussionista e produtor musical Kastrup, determinam hoje um salto artístico e profissional. O artista concebeu, dirigiu e produziu as obras premiadas A Mulher do Fim do Mundo(Grammy Latino na categoria de melhor álbum de música popular brasileira) e Deus é Mulher, projetos que aproximaram a renomada artista carioca Elza Soares ao expressivo coletivo de músicos da cena contemporânea paulistana. Além de lançar o disco Sons de Sobrevivência, integrando o trio com Benjamim Taubkin e Simone Sou. Esquema é a festa que faz menção aos bailes de música brasileira. Encontro dos ritmos brasileiros dos anos 60,70,80,90 com o que de melhor aconteceu depois dos anos 2000. No som, DJs Nuts e David Carneiro convidam Lela Lima.

Depois de uma jornada circulando pela noitada paulistana, e depois também do furacão que foi o SP Na Rua, a Je TREME volta ao seu doce lar Mundo Pensante para essa edição mais Paraense do que nunca, trazendo pela primeira vez o Baile do DBL lá de Belém para SP. Shows de Lucas Estrela e Banda Strobo.

Um Festival pensado com carinho para conectar o público às bandas e artistas que estão movimentando o melhor da nossa música através de shows de lançamento e encontro de algumas das festas mais relevantes de São Paulo. O Mundo Pensante, terá uma programação intensa – com 100% shows de lançamento – de artistas e bandas lançando álbum, clipe ou single em mais de 10 horas de duração! Shows confirmados de Felipe Cordeiro, Coco de Oya, Totonho e Os Cabra, Batuque de Lara e muito mais.

A essência do jazz contemporâneo e do Hip Hop se encontram em perfeita harmonia com as raridades da música brasileira dentro desse projeto.  Formado pelos beatmakers Omig One, Calmão e Guimas Santos, o Mental Abstrato lançou seu primeiro álbum, “Pure Essence”, em 2010 no Japão com grande reconhecimento internacional. Agora eles apresentam o segundo álbum “UZOMA”, gravado no Red Bull Music Studios SP. Uma viagem sonora urbana e afro-jazzística, representando a música brasileira contemporânea dos subúrbios de São Paulo para o mundo.

Com arranjos criativos e cheios de elementos, Pitaias é irreverente, direta e energética sem perder a ternura. O EP de estreia das Pitaias será lançado em 2018 contando com quatro músicas. O projeto foi gravado via Convocatória LAB MIS Estúdio de Som de 2017, nos estúdios do Museu da Imagem e do Som (MIS) de São Paulo e no Estúdio Veredas (São Paulo), com mixagem e masterização de Marcelo Guerreiro. Esquema é a festa que faz menção aos bailes de música brasileira. Encontro dos ritmos brasileiros dos anos 60,70,80,90 com o que de melhor aconteceu depois dos anos 2000. No som, DJs Nuts e David Carneiro convidam Rafael Telefone.

Curtiu? Então se ligue nessa:

De Fabiana Cozza a Ilú Obá: shows imperdíveis em Pinheiros

Compartilhe:

Autor: Por: Redação