Presença de árvores reflete desigualdade social e econômica entre bairros

Se você sente falta de verde no seu bairro, saiba como plantar

Por: Redação Comunicar erro

Mais do que elementos de importância ambiental e paisagística, as árvores urbanas representam também a desigualdade entre diferentes regiões de uma cidade. Pelo menos foi a essa conclusão que chegou um estudo realizado nos EUA, ao comprovar que o poder aquisitivo dos moradores de determinados bairros influencia diretamente na quantidade de área verde presente em suas ruas.

No Brasil, a relação é parecida. Segundo o IBGE, 43% das moradias brasileiras com renda per capita mensal de um quarto de salário mínimo não possui nenhuma árvore próxima de casa. Quando a renda é igual a dois salários mínimos, esse número cai para 21.5%.

Confira abaixo algumas imagens que comparam bairros de algumas capitais brasileiras.

Distrito Federal - Asa Sul (crédito: reprodução Google Street View/Exame)
Distrito Federal - Asa Sul (crédito: reprodução Google Street View/Exame)
Distrito Feredal - Ceilândia (crédito: reprodução Google Street View/Exame)
Distrito Feredal - Ceilândia (crédito: reprodução Google Street View/Exame)
Belo Horizonte - Lourdes (crédito: reprodução Google Street View/Exame)
Belo Horizonte - Lourdes (crédito: reprodução Google Street View/Exame)
Belo Horizonte - Carlos Prates (crédito: reprodução Google Street View/Exame)
Belo Horizonte - Carlos Prates (crédito: reprodução Google Street View/Exame)
São Paulo - Moema (crédito: reprodução Google Street View/Exame)
São Paulo - Moema (crédito: reprodução Google Street View/Exame)
São Paulo - Capão Redondo (crédito: reprodução Google Street View/Exame)
São Paulo - Capão Redondo (crédito: reprodução Google Street View/Exame)
Rio de Janeiro - Ipanema (crédito: reprodução Google Street View/Exame)
Rio de Janeiro - Ipanema (crédito: reprodução Google Street View/Exame)
Rio de Janeiro - Rocinha (crédito: reprodução Google Street View/Exame)
Rio de Janeiro - Rocinha (crédito: reprodução Google Street View/Exame)

Se você mora em São Paulo, saiba quais passos seguir para deixar seu bairro ainda mais verde.

1. Onde estão as árvores?

O botânico e ambientalista Ricardo Cardim criou a página Árvores de São Paulo, que tem como objetivo resgatar a biodiversidade nativa da cidade e promover a preservação do verde urbano. Conheça a página.

2. Plante você mesmo

O seu bairro possui poucas áreas verdes? Como parte do programa de arborização da cidade, a Prefeitura de São Paulo possibilita que qualquer cidadão pegue uma muda gratuitamente e a plante dentro dos limites do município.

As mudas podem ser retiradas nos viveiros dos parques cadastrados pelo programa da Secretaria do Verde e Meio Ambiente. Por anos, cada cidadão pode retirar até 10 mudas de árvores grandes e cinco de arbustos.

3. Acompanhe e fiscalize

Também é possível acompanhar as podas, remoções, transplantes e o plantio das árvores da cidade, assim como cobrar o serviço quando ele não é realizado. Para fazê-lo, ligue no telefone  0800-17-5717 ou acesse http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/ouvidoria/.

4. Podas

Para solicitar podas em árvores, o cidadão deve procurar a Subprefeitura responsável pelo local, que enviará um engenheiro para avaliar a saúde da árvore.

Via Exame e Arquitetura Sustentável.