Família vive em casa-estufa e cultiva seus alimentos

Por: Redação

Uma família holandesa formada por um casal, duas adolescentes e um cachorro vive em uma casa sustentável construída dentro de uma estufa desde junho de 2015, após ser selecionada para participar de um experimento da Universidade de Rotterdam, na Holanda.

Fachada da casa ecológica em Rotterdam, na Holanda

Localizada em uma região industrial da cidade, a “Casa Conceito” foi projetada pelos estudantes para que a família pudesse cultivar os próprios alimentos. Por este motivo, a habitação de 400 m² foi construída toda em madeira dentro de uma estufa.

Alimentos produzidos na horta que fica dentro de uma estufa

Clique aqui e conheça o projeto As Melhores Soluções Sustentáveis

A horta, que abastece a família durante os meses quentes do ano, tem 135 m² e 1.450 m² de telhado verde, que realmente pode ser comido. Segundo a família, os tomates são abundantes o ano todo e, por isso, são compartilhados à comunidade.

Jardim no sótão da casa sustentável em Rotterdam, na Holanda

O jardim do telhado verde também possui tanques para armazenar a água da chuva, que posteriormente é utilizada nos banheiros e no irrigamento das plantas.

Escadas que dão ao sótão da “Casa Conceito”

Para que o clima da casa seja ameno durante todo o ano, as paredes internas possuem argamassa com pedras, que absorvem o calor e diminuem a temperatura do ambiente durante o verão. Já as paredes revestidas de palha reduzem o aquecimento no final da noite, quando faz mais frio.  

Teto solar da “Casa Conceito” habitada pela família Sholten

Além disso, o imóvel é alimentado com um tubo abaixo do solo que resfria o ar durante o verão e o aquece durante o inverno. Assim, o uso de energia é reduzido drasticamente.  

Família Sholten mudou-se para a casa ecológica em 2015

A pesquisa da Universidade de Rotterdam terá fim em maio deste ano, quando a família se mudará e a casa, provavelmente, será vendida. O valor estimado do imóvel é de € 500 mil (cerca de R$ 2 milhões).

Fachada de vidro permite entrada de luz solar na casa e reduz uso de energia

Curadoria: engenheiro Bernardo Gradin, especialista em soluções sustentáveis.

Compartilhe:

Tags: #morar