Em busca de mudança? Ilha canadense oferece trabalho e moradia

Informar

10 profissões que provavelmente deixarão de existir até 2025

Por: Redação | Comunicar erro

Nos tempos de nossos pais e avós, o operador de telefonia era uma profissão quase que imprescindível. Assim como era o datilógrafo. Naquele tempo (estamos falando de cerca de uns 30 anos atrás), a tecnologia ainda engatinhava e muitas facilidades que hoje fazem parte da nossa rotina não eram nem sequer imagináveis.

Por conta justamente dela (a tecnologia), muitas profissões desapareceram do mapa e outras continuarão desaparecendo. Já parou para pensar em um cenário futuro, daqui uns 10 anos, por exemplo? Será que sua profissão será ainda necessária no mercado?

A consultoria Ernst & Young, uma das maiores do mundo, aposta que pelo menos 10 funções deixarão de existir até 2025. Operador de telemarketing e árbitro são duas delas. Por outro lado, funções que exigem conhecimentos em tecnologia de ponta deverão ser valorizadas. É o caso do designer de impressão em 3D e designer em realidade virtual.

Confira a lista de empregos que estão ameaçados:

Operador de telemarketing

O autoatendimento passa a ser digital, dispensando a presença de um interlocutor pessoa física para isso.

Digitador

As plataformas digitais que fazem leitura e digitalização de documentos e os leitores de informação, como a captura ótica de dados do cartão de crédito, serão responsáveis pela substituição desses profissionais.

Preparador de imposto de renda

Os cálculos passam a ser automatizados a partir da integração das informações disponíveis entre órgãos públicos e privados.

Errata: Inicialmente citamos a profissão de contador, mas essa informação foi corrigida pela consultoria. Veja parte da nota: “A consultoria esclarece que houve uma imprecisão na tradução do material, pela EY, que utilizou o termo “contador” para a expressão inglesa “tax preparer” (preparador de obrigações fiscais do Imposto de Renda e demais tributos). O tax preparer é um profissional que hoje atua na extração de informações do sistema da empresa e insere em um sistema específico do Fisco. Acreditamos que esse processo será realizado automaticamente pelo Fisco no futuro”.

Corretor de imóveis

O mercado imobiliário vem sendo desburocratizado com a popularização dos sites de busca de imóveis. Os interessados em comprar ou alugar uma casa ou apartamento encontram mais facilidade na busca on-line que no ‘tête-à-tête’ com o corretor.

Caixa bancário

Em função da automatização com os dispositivos eletrônicos, esses profissionais são cada vez menos procurados.

Trabalhador rural

Na área da agricultura, as máquinas estão substituindo o trabalho humano numa velocidade incrível. Em pouco tempo, deverá haver uma diminuição de 19% na contratação de funcionários.

Árbitro

A consultoria aposta na introdução de tecnologia nos esportes que seja capaz de fazer a apuração de resultados.

Agente de crédito

As empresas têm investido em simulações de financiamento imobiliário on-line. Os cálculos e comparações passam a ser realizados por sistemas automatizados.

Subscritor de seguros

O atendimento aqui também passa a ser digitalizado, reduzindo o número de intermediários para essas transações.

Reparador de relógios

Com a atualização rápida de novos modelos, vai haver uma diminuição gradativa de instrumentos mecânicos e até mesmo de interesse em consertar um.

 

Compartilhe: