Ajude o TETO a construir moradias emergenciais pelo país

Voluntários estarão nas ruas de 6 estados denunciando a realidade de pobreza que vive milhares de brasileiros

Por: Redação
açao de COLETA do TETO
Crédito: Breno Zogaib / TETOEm 2018, a ação de COLETA mobilizou mais de 3 mil pessoas

Nos dias 23, 24 e 25 de agosto, a ONG TETO Brasil promove uma de suas mais importantes ações do ano: a COLETA. Trata-se do maior evento de voluntariado da organização, que pretende arrecadar R$ 390 mil reais nas ruas das principais capitais do país para construir moradias emergenciais.

Durantes os três dias, a ONG quer levar mais de 4 mil voluntários às ruas das cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Salvador, Belo Horizonte e Recife para denunciar a realidade vivida diariamente por 11 milhões de pessoas nas favelas do Brasil e arrecadar doações para financiar os projetos da instituição. Todo o dinheiro arrecadado será investido em mais de 40 comunidades com ações de moradia e infraestrutura em que a organização atua.

Há mais de 12 anos no Brasil, o TETO atua para garantir o direito à moradia nas favelas mais precárias e invisíveis do país, por meio de programas sociais que geram soluções de melhorias de moradia e habitat.

“Nos últimos anos tivemos um aumento do déficit habitacional e de pessoas indo morar em favelas, ao mesmo tempo que temos percebido cortes significativos nas políticas públicas de habitação que tendem a agravar ainda mais esta situação de vulnerabilidade. Acreditamos que a juventude tem papel fundamental na mudança desta realidade, por isso queremos mobilizar o maior número de jovens que possam ir para as ruas denunciar e arrecadar recursos para colocar soluções concretas em prática”, comenta Nina Scheliga, Diretora Executiva do TETO Brasil.

Neste mês, a organização lançou a campanha “Estamos de Mudança”. Criada pela agência Grupo Image, as peças convidam a sociedade a se juntar ao TETO e aos moradores das comunidades precárias para uma mudança social, sem pedir desculpas pelo transtorno.

Em 2018, a ação de COLETA mobilizou mais de 3 mil pessoas, arrecadando 400 mil reais, o que possibilitou a construção de moradias emergenciais e o andamento de mais de 30 equipes de trabalho nas comunidades.

Quer participar da ação de coleta nas ruas? Se inscreva neste link.

Reprodução / TETO
Camila Nogueira / TETO
Reprodução / TETO

Sobre o TETO

TETO é uma organização internacional que busca superar a situação de pobreza em que vivem milhões de pessoas nas favelas mais precárias, por meio do engajamento comunitário e mobilização de jovens voluntários.

O TETO conta com soluções de moradia e projetos de melhoria do entorno da comunidade, como a construção de casas emergenciais, associações comunitárias, reforma de acessos, projetos de pavimentação, além do fortalecimento de lideranças comunitárias e oficinas de direito.

Há mais de 12 anos no Brasil, a organização já trabalhou em mais de 120 comunidades, construiu mais 4.000 casas emergenciais, desenvolveu 40 projetos comunitários e mobilizou mais de 45 mil voluntários.

Compartilhe:

1
Bolsonaro deixa o PSL para fundar um novo partido político
O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta terça-feira, 12, que vai deixar o Partido Social Liberal (PSL) após quase dois anos …
2
Entenda a crise política na Bolívia em 8 minutos
Após 13 anos no poder, o presidente boliviano Evo Morales renunciou ao cargo no último domingo, 10, em meio a …
3
DPVAT e INSS: os impactos das medidas de Bolsonaro para a população
O presidente Jair Bolsonaro assinou duas medidas provisórias (MPs) que prometem mudar a vida dos brasileiros. O anúncio foi feito …
4
O retrato da violência doméstica no Brasil
Cerca de 13 mulheres são assassinadas todos os dias no Brasil.  Em uma conta rápida, isso significa 4.750 mortes por …
5
O ambicioso plano de Paulo Guedes para a economia do Brasil
“Transformar o Estado Brasileiro” é o que pretende o ministro da Economia, Paulo Guedes, com o pacote de ações que …
6
O que acontecerá com Lula e outros presos após a decisão do STF?
Por 6 votos a 5, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu mudar o entendimento sobre a prisão de condenados em …
7
03:52
No Brasil, 13,5 milhões de pessoas vivem na pobreza extrema
Dados da última edição da Síntese de Indicadores Sociais do IBGE, que analisa a qualidade de vida da população, mostra …
8
03:58
Por que o câncer do prefeito de SP está cada vez mais comum ?
Diagnosticado com um tumor no sistema digestivo, aos 39 anos, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), apresenta um …