Ambulante acusa seguranças da CPTM de agressão; veja vídeo

As agressões ocorrem na última quinta-feira na estação Francisco Morato, na Grande SP

Por: Redação

Um vendedor ambulante afirma ter sido espancado por seguranças da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) e policiais militares. O caso aconteceu na última quinta-feira, 2, na estação Francisco Mourato, na linha 7-Rubi, na Grande SP. As informações são do site Ponte Jornalismo.

Cesar Augusto Souza de Oliveira, 19 anos, conta que estava com o amigo Weslley Rodrigues Vale Pires, de 20 anos, ao lado da estação quando foram abordados pelos agentes de segurança da CPTM e acusados de jogar pedras em direção à estação.

agressão CPTM
Crédito: Reprodução/YouTubeVídeos mostram jovem com a cabeça sangrando em uma sala e levando ‘gravata’ de segurança da CPTM

Imagens que circulam pela internet mostram Cesar sendo detido e imobilizado com uma “gravata” pelos agentes de segurança.

No vídeo é possível ver o jovem algemando, com as mãos para trás, sentado numa cadeira e com sangue escorrendo pelo rosto. Ao lado dele estão seguranças usando coletes da CPTM.

À Ponte, Cesar contou que não estava trabalhando nos trens e que conversava com o amigo no terminal de ônibus da estação, por volta das 17h30, quando foi abordado.

CPTM nega agressões

Em nota, a CPTM afirma que os “seguranças foram acionados porque um grupo jogava latas, garrafas e pedras em direção a uma das plataformas da estação e que, ao abordarem os suspeitos, os agentes foram agredidos”.

Ainda segundo a companhia, “os dois indivíduos foram conduzidos ao DP do município, com apoio da PM, onde foi lavrado um B.O. de lesão corporal e depois foram liberados”.

Já a PM disse que foi acionada para “socorrer um indivíduo ao pronto socorro” e que apresentou o jovem à delegacia de Francisco Morato, onde um boletim de ocorrência foi registrado.

Compartilhe: