Anti-PT, deputada mora em apartamento do Minha Casa, Minha Vida

Ana Caroline Campagnolo polemizou recentemente ao propor que os alunos filmem “professores doutrinadores”

Por: Redação Comunicar erro
A deputada estadual Ana Caroline Campagnolo (PSL)
Crédito: Divulgação/Congresso NacionalA deputada estadual Ana Caroline Campagnolo (PSL)

A deputada estadual pelo PSL de Santa Catarina, Ana Caroline Campagnolo, que polemizou recentemente ao propor que os alunos filmem “professores doutrinadores” em sala de aula, é reconhecida por seu antipetismo radical. Ironicamente, Campgnolo vive em um apartamento financiado pelo Minha Casa, Mina Vida, programa de governo criado pelo PT.

De acordo com informações da coluna de Lauro Jardim, do jornal O Globo, a deputada entrou com processo contra a cooperativa Habitacional de Chapecó alegando que o valor do financiamento que recebeu é inferior ao valor do apartamento adquirido.

A ação foi considerada improcedente pela juíza Nadia Schmidt porque o valor do financiamento não precisa ser obrigatoriamente o integral do imóvel e que era obrigação da deputada ler o contrato. Ana está recorrendo da decisão.

Perseguição

A deputada estadual Ana Caroline Campagnolo (PSL)
Crédito: Reprodução/FacebookA deputada estadual Ana Caroline Campagnolo (PSL)

Ana Caroline Campgnolo, deputada pelo PSL, estimulou a perseguição a professores um dia depois da vitória de Jair Bolsonaro.

“Segunda-feira, 29 de outubro, é o dia em que os professores doutrinadores estarão inconformados e revoltados. Muitos deles não conterão sua ira e farão da sala de aula um auditório cativo para suas queixas político-partidárias em virtude da vitória de Bolsonaro. Filme ou grave todas as manifestações político-partidárias ou ideológica” e “denuncie”, pede Campgnolo.

Após a repercussão, o Ministério Público de Santa Catarina entrou com ação contra Ana Caroline, pedindo condenação por danos morais coletivos e, ainda, que seja concedida liminar para que ela se abstenha de manter qualquer tipo de controle ideológico das atividades dos professores e alunos de escolas públicas e privadas do estado.

O MPSC diz que a ação tem como objetivo “garantir o direito dos estudantes de escolas públicas e particulares do estado e dos municípios à educação segundo os princípios constitucionais da liberdade de aprender e de ensinar e do pluralismo das ideias”.

Compartilhe:

Tags: #politica
1
08:00
Lava Jato usou denúncia contra Lula para abafar crise de Janot e Temer
A matéria mais recente da Vaza Jato publicada pelo site The Intercept Brasil mostra diálogos entre os procuradores da força-tarefa …
2
04:04
O que se sabe sobre as manchas de óleo no litoral do Nordeste
Nos últimos dias de agosto, manchas de óleo começaram a aparecer em praias do litoral do Nordeste. O problema começou …
3
03:39
Bolsonaro nega envolvimento no caso das candidaturas laranjas do PSL
Durante um de seus encontros recentes com a imprensa, o presidente Jair Bolsonaro voltou a dizer que não tem nenhuma …
4
02:55
STF quer verificar a veracidade dos diálogos entre procuradores e Moro
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, quer verificar a autenticidade das conversas trocadas entre procuradores da Lava …
5
05:39
Por que o STF e a Operação Lava Jato estão em clima de guerra?
A tensão existente entre a Operação Lava Jato e o Supremo Tribunal Federal (STF) não é nenhuma novidade. O problema …
6
03:56
A verdadeira face de Ysani Kalapalo
A presença da jovem indígena Ysani Kalapalo na comitiva do presidente Jair Bolsonaro à ONU, na semana passada, ainda causa …
7
06:40
Trump pode sofrer impeachment?
A abertura de um processo de impeachment contra o presidente norte-americano, Donald Trump, se tornou um dos assuntos mais comentados …
8
15:16
ONU: Bolsonaro elege socialismo, mídia e países europeus como alvos
O presidente Jair Bolsonaro fez, nesta terça-feira, dia 24, seu primeiro discurso na Assembleia Geral da ONU (Organizações das Nações …