Após ganhar prêmio do Google, “Meu Rio” irá procurar empreendedores pelo Brasil

Projeto será ampliado para mais 20 estados e será batizado de "Rede Minha Cidade"

Por: Redação | Comunicar erro

O Prêmio Desafio Impacto Social Google Brasil premiou quatro projetos, entre eles a Rede Meu Rio. Nascido em outubro de 2011, o Meu Rio constitui uma rede de mobilizações e estrategias para que cariocas possam influenciar nas tomadas de decisão da cidade. E, com a premiação de R$1 milhão, o modelo será replicado em outros estados do Brasil.

“Trata-se de uma plataforma digital, com 16 pessoas trabalhando na equipe  e aplicativos ou interfaces que oferecem tipos diferentes de engajamento, com posicionamento diante de um tomador de decisão e a criação de uma mobilização”, explica Miguel Lago, co-fundador do Meu Rio. O usuário cadastra uma mobilização na rede, que conta com mais de 100 mil pessoas, e a equipe ajuda com estratégias.

Facebook Meu Rio
Com o projeto cariocas influenciam nas tomadas de decisão da cidade

Um dos aplicativos da plataforma, é o Panela de Pressão, onde o cidadão cadastra uma causa de mobilização e pressiona diretamente o tomador de decisão através de emails, Facebook, Twitter  ou até mesmo telefone. Qualquer um pode mobilizar, basta concordar com o tema. E, dependendo da causa, a equipe do Meu Rio trabalha a mobilização de diferentes formas. Foi o caso da Escola Municipal Friedenreich, que seria demolida por conta de obras no Maracanã, que dá Panela de Pressão passou para o De Guarda.

“O De Guarda é um sistema de monitoramento de espaços físicos. Pessoas se voluntariam para o posto de guardiões e acompanham a movimentação no local 24h por meio de câmeras, caso algo de errado aconteça, acionam os mobilizadores que se direcionam para o local. No caso da escola, caso algum trator se aproximasse, todos ficavam alertas. E, com a mobilização a Friedenreich acabou não sendo demolida”, conta Miguel. O mesmo foi usado pelos moradores de Santa Teresa na fiscalização de sumiço de peças do hangar onde os bondinhos se encontram.

Já no aplicativo Imagine, as pessoas podem sugerir soluções para diferentes problemas da cidade. E, no Multitude o cidadão pode oferecer serviços para ajudar nas mobilizações. “Na campanha batizada de BBB da PM, que pede câmeras nas viaturas, precisávamos de um estudo comparado que demonstrasse o funcionamento da ação. E através da interface Multitude, um cidadão fez essa pesquisa”, afirma Miguel.

Replicação do Projeto em outros estados

Rede Minha Sampa mobilizou campanha no metrô
Rede Minha Sampa mobilizou campanha no metrô

O dinheiro recebido com a premiação será usado na criação de redes semelhantes ao Meu Rio em outros 20 estados. Além de São Paulo, onde o “Minha Sampa” já estava sendo implantado. E o projeto nacional será batizado de “Rede Minha Cidade”.

“Precisamos encontrar empreendedores nos outros estados para mostrar nossa tecnologia e realizarmos um treinamento. Eles terão autonomia nas mobilizações. Serão 20 cidades, mas dependemos dos empreendedores para saber quais receberão a rede”, explica o co-fundador do Meu Rio. A seleção será feita a partir do segundo semestre deste ano.

“Em São Paulo  a equipe esta sendo montada e já teve influência na campanha de mobilização do metrô contra abuso sexual“, conta Miguel. O Minha Sampa começa a funcionar ainda no mês de junho.

Todas as redes seguirão o modelo carioca que não aceita verba de governo, partidos ou instituições privadas. O salário da equipe e o servidor são mantidos através de doações das pessoas que participam da rede, que contribuem com valores de R$15 a R$20, em média. Para saber mais sobre o projeto e as interfaces do Meu Rio acesse o site ou o Facebook do grupo. Para conhecer os outros projetos vencedores da premiação do Google, acesse a página do desafio.

Compartilhe: