Artista pinta telas e imortaliza história de SP

Por: Keila Baraçal Comunicar erro

Quando Cristiane Carbone, 37, tinha idade de criança, era comum que, junto com sua família, viajasse de trem para a cidade de Dracena, no interior de São Paulo. O embarque sempre acontecia na estação Luz do trem, no Centro da capital paulistana. Sempre feito de segunda classe, o trajeto ainda é lembrado por ela com um tanto de nitidez.

arquivo pessoal
Estação da Luz serviu de inspiração para artista

É como se todo aquele movimento de sair da sua casa com família e malas, chegar à estação, andar pelas escadarias, esperar o trem chegar e comprar biscoitos com o funcionário do trem, nem estivesse tão afastado assim de seu momento presente.

Toda aquela pompa do local, com traços ingleses apontaram para aquilo que Cristiane decidiu fazer na sua vida profissional. Hoje, na fase adulta, preserva a memória da cidade, usando as artes plásticas como ferramenta. Ela pinta quadros de pontos históricos e culturais que sejam significativos para a cidade de São Paulo.

Mais do que imortalizar a sua própria história, com quase 20 telas pintadas da Estação da Luz, Cristiane pincela, para a memória da cidade, o Mosteiro de São Bento, Museu do Ipiranga, Museu de Arte de São Paulo (MASP), entre outros. As unidades já somam um total de 300 telas. Muitas já foram vendidas. “As coisas em São Paulo se transformam numa velocidade muito rápida. É preciso registrar algumas destas transformações para que a cidade possa contar sua história”, afirma.

Cristiane desenha desde os sete anos de idade. Inspirou-se no trabalho de seu tio-avô, que também pintava quadros. Começou pintando a natureza, as paisagens e nunca mais parou. Fez cursos técnicos e, agora, se gradua em um curso de Artes Plásticas. “Sinto que me encontrei como artista.”

Seu trabalho ultrapassa os limites da pintura. A artista estuda com afinco a história da cidade. Afirma que, a cada conto aprendido, se torna mais apaixonada pela história da cidade. “Estudando, aprendi que São Paulo começou a crescer economicamente por volta de 1900, com o ciclo do café. Desde então, São Paulo se torna cada vez mais imponente e charmosa.”

Confira algumas das imagens produzidas pela artista



1 / 8
1
08:31
Lobão explica como funciona a mente de Olavo de Carvalho
Em entrevista ao vivo no estúdio da Catraca Livre para o jornalista Gilberto Dimenstein, o cantor Lobão, ex-afeto de Olavo …
2
03:39
Alter do Chão sofre com incêndio de grandes proporções
As chamas que consomem uma área de preservação ambiental de Alter do Chão, em Santarém, no Pará, voltaram a se …
3
09:33
Glenn Greenwald: Os limites do jornalismo no governo Bolsonaro
Em entrevista a Gilberto Dimenstein, da Catraca Livre, Glenn Greenwald, fundador do The Intercept Brasil, site responsável pela série de …
4
03:50
Clã Bolsonaro nomeou familiares para cargos de confiança
Uma reportagem publicada pela revista Época mostra que 17 familiares de Ana Cristina Valle, ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro,  foram …
5
10:59
David Miranda x Coaf: Glenn Greenwald fala sobre a investigação
Uma matéria publicada pelo jornal O Globo deu destaque para um relatório do Coaf, em que o deputado federal David …
6
05:12
Glenn Greenwald fala qual foi a matéria mais importante da #VazaJato
Qual foi a matéria mais importante da #VazaJato até agora? Quem responde essa pergunta é o jornalista Glenn Greenwald, do …
7
04:32
É possível apoiar a #VazaJato ao mesmo tempo que a Operação Lava Jato?
O jornalista Glenn Greenwald, fundador do site The Intercept Brasil, deu uma longa entrevista ao jornalista Gilberto Dimenstein sobre a …
8
06:21
Prefeito do Rio censura HQ dos Vingadores por conta de beijo gay
O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, mandou recolher todos os exemplares do gibi “Vingadores – A Cruzada das …