Atiradores espalham pânico pelo mundo: de Suzano a Holanda

Polícia trabalha com a hipótese de o incidente ser uma motivação terrorista

Por: Redação

Uma pessoa morreu e outras ficaram feridas na manhã desta segunda-feira, 18, depois que um homem fez disparos dentro de um bonde na cidade de Utrecht, na Holanda.

A polícia trabalha com a hipótese de o incidente ser uma motivação terrorista. O suspeito de dar os tiros fugiu.

Segundo a “BBC”, o homem fez os disparados por volta das 10h45 (6h45 no horário de Brasília) na Praça 24 de Outubro, e teria deixado o local do crime de carro.

“Não podemos descartar a motivação terrorista”, afirmou no Twitter PJ Aalbersberg, o coordenador nacional para Segurança e Contraterrorismo na Holanda.

Crédito: Reprodução/TV RPCCrédito: Reprodução/TV RPCMarcello Valle Silveira Mello criou o site que ajudou os ataques em Suzano e Realengo

O atentado aconteceu na mesma semana em que o mundo parou para acompanhar massacres em diferentes países. No dia 13 de março, 8 pessoas morreram na Escola Estadual Raul Brasil, na cidade de Suzano, na Grande São Paulo, após dois rapazes invadirem a instituição e iniciarem a barbárie. Com a chegada da polícia, um deles matou o parceiro e se matou na sequência.

Dois dias depois, 50 pessoas morreram e 48 ficaram feridas após atiradores invadirem mesquitas de Christchurch, na Nova Zelândia. As autoridades ainda não divulgaram as identidades das vítimas e dos assassinos.

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.