Brasil está há 45 dias sem ministro da Saúde em meio a uma pandemia

Movimento #cadeoministro vai exigir de Bolsonaro a indicação de um especialista para o ministério, por meio de tuitaço nesta segunda, às 18h

Por: Redação

Desde a saída do médico Nelson Teich do comando do Ministério da Saúde, em 15 de maio, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ainda não designou nenhum médico ou especialista de saúde para a pasta. O general Eduardo Pazuello assumiu o ministério de forma interina desde então, sem qualquer conhecimento ou formação na área.

Nesta segunda-feira, 29, o Brasil completa longos 45 dias que está sem ministro da Saúde, e carrega consigo a vergonhosa marca de segundo país do mundo com mais casos confirmados e mortes pelo novo coronavírus, ficando atrás apenas dos EUA. Até o momento, o Brasil registrou 1.344.143 pessoas infectadas e 57.622 óbitos decorrentes da covid-19, segundo dados do consórcio de veículos de comunicação formado por O Globo, Extra, G1, Folha de S.Paulo, UOL e O Estado de S. Paulo.

bolsonaro cade o ministro
Crédito: ReproduçãoBolsonaro, cadê o ministro?

Por conta disso, surgiu nas redes sociais o #cadeoministro, um movimento apartidário, independente, plural e sem fins lucrativos, que surge com um único e simples objetivo: pressionar e exigir a nomeação de um(a) Ministro(a) da Saúde titular à altura do cargo.

O movimento convoca os milhões de brasileiros presentes nas redes sociais a endossarem o coro e exigirem do Governo Federal um ministro da Saúde por meio de tuitaço que será realizado às 18h desta segunda-feira. O movimento elaborou alguns cards (abaixo) que podem ser utilizados nas redes, junto com a hashtag #cadeoministro.

Vamos participar?

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.