Carlos Bolsonaro insinua que se masturbou com revista de Thammy

O filho do presidente Jair Bolsonaro afirmou que o ator Thammy Miranda, teria cometido um erro ao deixar de ser uma mulher “linda” para se tornar um homem

Por: Redação

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) insinuou que se masturbou com revista de Thammy Miranda, o filho de Gretchen, a revista Sexy, em 2001, durante sua participação no podcast ‘Ninguém Se Importa’, publicado nesta quarta-feira, 24.

Crédito: Reprodução/TVGloboCarlos Bolsonaro insinua que se masturbou com revista de Thammy

Durante o podcast, um dos apresentadores pergunta ao vereador do Rio: “Carlos, como você se sente vendo a filha da Gretchen imitando você 24h por dia?”, em referência às comparações feitas na internet entre ele o ator.

Em resposta, Carlos dá risada: “Rapaz, eu já fui questionado uma vez assim. Falei assim, cara, como é que essa menina, quando eu tinha 17 anos, ela era o sonho de consumo da molecada”. O apresentador interfere: “Era gostosa”. Outro entrevistador dispara: “Nossa, ‘descasquei’ demais com a Sexy dela, meu Deus do céu”. ” O vereador, então, emenda “É rapaz, pô, não é só você não, cara”, e dá longa gargalhada. O primeiro apresentador diz: “O que eu tocava de bronha…”.

O filho do presidente Jair Bolsonaro afirmou que o ator Thammy Miranda, teria cometido um erro ao deixar de ser uma mulher “linda” para se tornar um homem “feio”.

“Eu não sei porque motivos ela tomou essa atitude. A gente tem que respeitar. Mas eu acho que ela cometeu um erro, porque ela era linda. E quer ficar feio igual a mim? Para mim, é um erro. Então, a gente leva isso na brincadeira, não tem problema nenhum”, afirmou Carlos Bolsonaro.

LGBTQI+

Em outro momento do programa, o filho do presidente debochou da sigla LGBTQI+. “Ah, você é contra o gay, você é contra…’. Tem até uma sigla nova agora, LGBTKYXZ, mais, menos, não sei o que lá”, disse o vereador. Um apresentador ironiza: “É impossível se pronunciar”. Outro apresentador comenta: “A gente pode resumir como doença mental”.

Diversidade

Carlos Bolsonaro aproveitou a oportunidade para dizer que ensinar a respeitar as diferenças na escola, na verdade se trata de um sistema de manipulação. (oi?).  Segundo ele, há um sistema de dominação que tenta manipular pessoas a partir da infância, no ambiente escolar.

“Você cria galinhas que não resistem às imposições do sistema. Nada disso é sem querer. Quando a gente fala em sexualização das crianças nas escolas, ‘ai, é um absurdo’. Não, não é um absurdo. É uma jogada extremamente inteligente, para que você, a partir da infância, consiga já startar o domínio da cabeça da criança, e levar aquele manipulado adiante, a serviço do governo”, afirmou.

1
Chuva forte deixa São Paulo debaixo d’água
A chuva que começou ontem não deu sinal de trégua e fez São Paulo amanhecer debaixo d’água nesta segunda-feira, 10. …
2
Coronavírus: aviões da FAB vão retirar brasileiros de Wuhan, na China
Dois aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) decolaram nesta quarta-feira, 5, em direção a Wuhan, na China, para retirar os …
3
BBB20: Mulheres decidem o destino de Pétrix Barbosa
A união das mulheres  decidiu o destino de Pétrix não apenas no Big Brother Brasil 20, mas também fora da …
4
Damares Alves: abstinência sexual, protesto e contradição?
Por que este grupo de mulheres deu as costas para a ministra Damares Alves enquanto ela defendia sua política de …
5
Bolsonaro e a demissão do secretário que viajou com jato da FAB
O presidente Jair Bolsonaro anunciou em sua conta no Twitter que vai tornar sem efeito a nomeação de José Vicente …
6
Visibilidade trans: a história de Thais de Azevedo
O que é violência para você? Para Thais de Azevedo essa pergunta resume uma trajetória de vida. Como mulher trans, …
7
Qual o impacto do feminismo na periferia ? Luana Hansen dá a letra
Dj, MC e produtora musical, Luana Hansen fez e faz história no movimento hip hop há, pelo menos, duas décadas. …
8
Brumadinho: relatos lembram a maior tragédia socioambiental do Brasil
Há um ano, a cidade de Brumadinho, região metropolitana de Belo Horizonte (MG) viveria um pesadelo difícil de ser esquecido.Era …