Últimas notícias:

Loading...

Cartazes com frases machistas são divulgados em pátio de escola

Escola nega intuito machista e diz que imagens estão "fora de contexto"

Por: Redação

Exposto nas paredes da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Padre Humberto Piacente, no bairro Industrial Alecrim, em Vila Velha no Espírito Santo,um trabalho escolar provocou revolta nas redes sociais por abordar o tema sobre assédio e agressão contra a mulher culpando as vítimas pelas violências sofridas.

Crédito: Reprodução/Twitter@JescabohenCartaz com frases machistas são fixados pelas paredes da escola

São vários painéis espalhados pelo pátio da escola. Em um dos deles, está escrito que as mulheres devem “ser menos vulgar (sic)” e “ter mais consciência antes de se envolver com alguns homens pois muitas acabam sendo agredidas”. Há ainda um cartaz que apresenta “lições” de como as mulheres devem se vestir para não serem assediadas.

Em um dos cartazes, há a seguinte construção: “A mulher passa, o homem mexe, ela não pede respeito, o homem toca (sic) ela não faz nada. Se relacionam e fica grávida. Aaah! Fui assediada, abusada, estuprada!!! Agora que você reclama??”.

Crédito: Reprodução/TwitterCartaz com frases machistas são fixados pelas paredes da escola

Em outro trecho, da mesma cartolina: “Socorro! Se fazer de vítima depois é fácil”. E, também: “Com roupas vulgares, em ambientes inapropriados, elas estão dando grande liberdade para os homens falar e pensar o que eles bem quiserem”.

A escola argumentou que os cartazes são parte de um projeto de valorização da mulher, previsto para o mês de março e desenvolvido por diversos professores. Sobre as críticas, alegou que os painéis mostrados nas redes sociais estão fora de contexto. A explicação, no entanto, não foi satisfatória, e a polêmica continuou nas redes sociais.

Veja abaixo alguns posts da repercussão:

A escola publicou um post no Facebook, depois da repercussão do caso:

Crédito: Reprodução/FacebookEscola se pronuncia sobre cartazes machistas