Caso Marielle: Jornalista explica tweet da volta de Bolsonaro ao RJ

"O retorno antecipado de Bolsonaro ao Rio naquele 14 de março não se comprova”, disse autora do post Thais Bilenky

Por: Redação

A jornalista Thais Bilenky, explicou, em artigo na revista Piauí, o tweet de 14 de março de 2018, data do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e do motorista Anderson Gomes, quando revelou que Bolsonaro voltaria ao Rio, por causa de uma intoxicação alimentar, com informações a assessoria de imprensa do então deputado.

bolsonaro marielle jornalista
Crédito: ReproduçãoCaso Marielle: Jornalista explica tweet da volta de Bolsonaro ao RJ

Segundo a jornalista, “a informação sobre o retorno antecipado de Bolsonaro ao Rio naquele 14 de março não se comprova”. Thais ressalta que “no mesmo dia, ele aparece em um vídeo durante uma sessão da Câmara dos Deputados, por volta das 20h05. O deputado estava ao lado de seu ex-colega Alberto Fraga (DEM-DF).

A polêmica em cima do tweet se deu porque aumentou a especulação sobre a veracidade ou não do relato do porteiro do condomínio do presidente da República.

Segundo o funcionário disse à Polícia Civil, Bolsonaro que teria autorizado a entrada de Élcio de Queiroz no condomínio, onde também morava o ex-policial militar Ronnie Lessa.

Élcio de Queiroz e Ronnie Lessa estão presos acusados de terem assassinado Marielle e Anderson.

No registro de entrada do Condomínio Vivendas da Barra, Élcio Queiroz chegou lá as 17h13 daquele dia.

Segundo a jornalista apurou “registros da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), quatro voos partiram do Rio de Janeiro para Brasília em horários próximos da chegada de Queiroz ao condomínio. O primeiro foi o 6234, da Avianca, que decolou do aeroporto Santos Dumont às 16h40 – antes, portanto, que a portaria registrasse a visita de Queiroz. O segundo voo, o 3028, da Latam, saiu do Santos Dumont às 17h49 e chegou às 19h35 em Brasília. Foi o único a pousar antes do horário em que Bolsonaro aparece no vídeo da Câmara”.

Thais segue a explicação. “No entanto, entre a entrada de Queiroz, às 17h13, e a decolagem do avião da Latam, às 17h49, passaram-se 36 minutos. O aplicativo de trânsito Waze calcula em cerca de uma hora e dez minutos o tempo de deslocamento do Vivendas da Barra ao Santos Dumont nesse horário. O condomínio fica na Barra da Tijuca, zona oeste da capital fluminense. O aeroporto fica na zona central”.

Thais Bilenky lembra ainda que “Bolsonaro emitiu duas passagens naquele 14 de março de 2018, ambas saindo de Brasília com destino ao Rio. Uma delas foi reembolsada no dia seguinte. O site da Câmara não disponibilizou detalhes como o dia do voo efetivamente nem os horários. Ambas eram da Gol. Solicitei tais informações à Câmara, que ainda não retornou. Por meio de sua assessoria, a Gol afirmou que não fornece informações sobre seus passageiros e bilhetes emitidos”.

1
Tudo o que se sabe sobre a ação policial em Paraisópolis
No último domingo, 9 jovens morreram supostamente pisoteados durante ação realizada pela Polícia Militar na comunidade de Paraisópolis, em São …
2
PSL pune postura de Eduardo Bolsonaro e de outros 17 parlamentares
O diretório nacional do Partido Social Liberal (PSL) decidiu na terça-feira, 3, punir 18 parlamentares acusados de articular o afastamento …
3
Presidente da Funarte diz que rock leva ao aborto e ao satanismo
O músico Dante Mantovani, nomeado nesta segunda-feira, 2, como o presidente da Fundação Nacional de Artes (Funarte), possui um canal …
4
Trump decide retomar taxação ao Brasil após desvalorização do real
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez um post em sua rede social anunciando o retorno das tarifas de …
5
Entenda todos os desdobramentos das prisões em Alter do Chão
Os quatro brigadistas que haviam sido presos preventivamente na operação Fogo de Sairé, da Polícia Civil do Pará, deixaram a …
6
Ajude a manter vivo o sonho da única orquestra do mundo criada e manti
A Orquestra Sinfônica de Heliópolis é a única orquestra sinfônica do mundo mantida numa favela. Mensalmente são mais de 1.300 …
7
Novo partido de Bolsonaro participará das eleições em 2020?
Bolsonaro realizou na semana passada a convenção de lançamento de seu novo partido, a Aliança pelo Brasil, que terá o …
8
A indústria da morte nas estradas federais
Meses após a desativação dos radares móveis nas estradas federais do país, dados revelam um aumento nos casos de acidentes …