Últimas notícias:

Loading...

Cinco educadores explicam por que discutir gênero nas escolas

Por: Renata Penzani

Desestimular comportamentos estereotipados, estimular a divisão de tarefas iguais entre meninos e meninas, oferecer a livre escolha pelos brinquedos, pelas cores, pelos papéis a desempenhar. Tudo isso é cuidar para que a Educação infantil seja livre de intolerância.

Porém, muitas pessoas ainda têm dúvidas de como abordar o assunto na sala de aula. Por isso, com a pergunta “Por que discutir igualdade de gênero nas escolas?”, o “Seminário Nacional Gênero nas Políticas Educacionais”, que aconteceu em maio deste ano em São Paulo, propôs a cinco educadores e educadoras discutirem a importância do tema.

Educadores e educadoras falam sobre a necessidade de se continuar discutindo gênero nas salas de aula.
Educadores e educadoras falam sobre a necessidade de se continuar discutindo gênero nas salas de aula.

A reflexão deu origem a vídeos bastante interessantes do ponto de vista pedagógico, que podem ser usados tanto no ambiente escolas quanto em casa, para estimular os pais e cuidadores a tratar do assunto com mais consciência e segurança. Assista:

  • Ingrid Leão: “Discutir gênero na escola é um dever do Estado brasileiro com a cidadania”
  • Eliane Maio: “Não dá para tirar gênero do espaço escolar”
  • Cláudia Vianna: “Falar de gênero é falar da qualidade da educação”

Benedito Medrado: “O silêncio é cúmplice da violência”

  • Maria Cristina Cavalero: “A escola não terá qualidade se não tiver justiça”

As temáticas relacionadas à identidade de gênero e a importância de discussão sobre o assunto na escola e no ambiente familiar são bastante recorrentes aqui no Catraquinha (clique aqui para ler as matérias que já foram publicadas).


*Com informações de Gênero e Educação

Leia mais: