Coletivo Vamos Juntas? lista 10 formas de exercitar a sororidade

Por: Redação | Comunicar erro

Neste domingo, 30, o movimento Vamos Juntas? completou dois anos  e um dos temas mais falados pelo movimento nesse tempo é a sororidade. Apesar de não estar nos dicionários, o significado da palavra é bem simples: união entre as mulheres.

A campanha #CarnavalSemAssédio lançada pelo Catraca Livre com o objetivo de lutar por respeito na folia, conta com o apoio do movimento.

Para a criadora do Vamos Juntas?, Babi Souza, o mundo está longe de deixar de ser sexista e os dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP), divulgados no dia 26 de junho, não a deixam mentir: os crimes de estupro aumentaram 22,28% no mês, comparado com o mesmo período do ano anterior.

Crédito: Marcello Casal Jr/Agência BrasilReunião da Marcha de Mulheres Negras, no Festival Latinidades

Em entrevista a Agência Brasil, o secretário de segurança pública, Mágino Alves, considera que o aumento no número de estupros é causado pelo aumento das denúncias. “A gente tem observado uma notificação maior também em crimes cometidos contra as mulheres, principalmente no transporte coletivo, importunação ofensiva ao pudor, que são crimes que a gente sabe que ocorrem com uma certa frequência, mas que não eram notificados”, explicou.

O secretário reforçou a importância das notificações para que seja possível mapear melhor os casos de estupro que não ocorrem entre parentes ou em relacionamentos próximos. “Este é o crime que nós temos uma condição mais efetiva de combater”, reforçou, já que 80% dos casos são cometidos entre pessoas que se conhecem e isso dificulta o combate ao crime.

Ainda segundo o secretário, policiais civis e militares estão fazendo cursos de capacitação e atualização para que possam acolher melhor as vítimas e combater crimes de estupro.

Para ajudar na diminuição desse número, Babi Souza acredita que só será possível através da sororidade. Para isso, ela listou 10 formas de colocá-la em prática.

1. Não enxergue as mulheres à sua volta como rivais só por serem mulheres
2. Não use critérios diferentes para julgar homens e mulheres.

Crédito: Fernando Frazão/Agência BrasilProtesto no Dia Internacional de Combate à Violência contra a Mulher

3. Quando uma menina sofrer algum tipo de assédio ou violência sexual, nunca ache que a culpa foi dela.
4. Não estimule os sentimentos de inveja ou rivalidade para com as mulheres a sua volta.

Crédito: Rovena Rosa/Agência BrasilAto Por Todas Elas reúne mulheres na Avenida Paulista

5. Se tua amiga for traída pelo namorado não coloque a culpa na outra menina envolvida.
6. Quando uma desconhecida precisar de alguma ajuda, coloque-se à disposição.

Crédito: Rovena Rosa/Agência BrasilManifestação de mulheres contra o machismo e a cultura do estupro

7. Não incite qualquer tipo de competição entre as suas amigas.
8. Tente não criticar abertamente as mulheres a sua volta.

Crédito: Roberto ParizottiManifestantes durante ato contra Cunha e contra o PL 5069

9. Não responsabilize suas amigas pelos filhos ou pela limpeza da casa.
10. Na próxima vez que estiver em uma situação de risco na rua, observe: do seu lado pode estar outra mulher passando pela mesma insegurança. Que tal irem juntas?

  • Veja também:

Compartilhe:

1 / 8
1
04:04
E se Carlos Bolsonaro fosse gay?
O ex-deputado Jean Wyllys fez uma série de posts em sua rede social apontando que Carlos Bolsonaro, o filho 02 …
2
03:02
Empresas usaram disparos no WhatsApp durante eleição de Bolsonaro
Uma reportagem publicada pela Folha de S. Paulo mostra que empresas brasileiras contrataram uma agência de marketing na Espanha para …
3
01:49
Senado diz não e derruba o decreto de armas de Bolsonaro
O Senado votou na terça-feira, 18, o parecer que pede pela suspensão dos decretos que flexibilizam o porte e a …
4
03:54
Bancada do PSL passa vergonha ao convocar e desconvocar Glen Greenwald
O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) apresentou na quarta-feira, dia 12, um requerimento na Comissão de Segurança Pública da Câmara …
5
03:48
O melhor jornal do mundo faz a pior reportagem para Bolsonaro
Essa é a pior reportagem já publicada num jornal estrangeiro contra Jair Bolsonaro. Por dois motivos: saiu no mais importante …
6
03:47
A estranha conexão entre o caso Najila Trindade e Sérgio Moro
O jornalista Gilberto Dimenstein publicou em sua coluna no site Catraca Livre um texto em que conecta dois casos de …
7
03:04
Entendas os possíveis impactos do vazamento das mensagens de Moro
O site The Intercept Brasil divulgou trechos de mensagens trocadas entre o então juiz Sérgio Moro, atual ministro da Justiça, …
8
02:00
Tire todas as dúvidas sobre a doação de sangue
O frio chegou para te lembrar sobre a importância de doar sangue. Uma simples doação pode ajudar até quatro pessoas! Durante …