Últimas notícias:

Loading...

Curada do câncer, aposentada de 72 anos é aprovada em vestibular da UFSM

Edicleia de Arruda Zanini viralizou nas redes sociais após sua neta publicar comemoração de sua aprovação para cursar Letras na Universidade Federal

Por: Redação
Ouça este conteúdo

A aposentada Edicleia de Arruda Zanini mostrou que nunca é tarde para ir atrás dos seus sonhos: ela descobriu  que foi aprovada no vestibular pela primeira vez, aos 72 anos. Ela cursará Letras a distância, na Universidade de Santa Maria (UFSM), a partir de 2021.

Curada do câncer, aposentada de 72 anos é aprovada em vestibular da UFSM
Crédito: Reprodução/TwitterCurada do câncer, aposentada de 72 anos é aprovada em vestibular da UFSM

“É uma realização pessoal. O que eu espero é mais conhecimento. [A graduação] não é para trabalho, já que vou estar com 75 anos quando me formar”, afirma Edicleia em entrevista ao G1.

Alice Siqueira, a neta de Edicleia, é fotógrafa e fez uma publicação comemorando a aprovação da avó. O post viralizou na internet.

A senhora ainda se diz muito fã de literatura, além de escrever poesias. Para ela não foi difícil escolher o curso. “Tenho parentes na área de Letras, professores, então esse lado que mais me atrai”, diz.

Ela teve que deixar os estudos de lado quando tinha 14 anos anos, mas conseguiu concluir o ensino médio, já na terceira idade, através do EJA (Educação de Jovens e Adultos). “Não tive a oportunidade. Só fiz o ensino fundamental”, diz ela.

Edicleia se casou e teve que trabalhar para ajudar no sustento da família. Ela também teve uma empresa de alimentação e trabalhou na Câmara de Vereadores e na Prefeitura de Santa Maria.

“Na família da minha avó as mulheres tiveram bem pouca oportunidade de estudar porque era meio que entendido que deveria se casar assim que possível e sair de casa, ou trabalhar”, diz a neta Alice.

Superação do câncer

Edicleia passou por poucas e boas nos último tempos. No ano de 2018, ela foi diagnosticada com um câncer no sistema linfático. Em decorrência da pandemia, foi necessário realizar isolamento, justamente por conta quarentena. “Minha avó andava muito triste, muito abatida”, afirma Alice.

Ela havia concluído o EJA em 2013, e chegou a tentar o vestibular alguns anos depois, mas não passou. Se inscreveu de novo e para a preparação, contou com a ajuda da neta, que lhe ajudava com dicas de redação.

Para contar a grande novidade a Edicleia, a família decidiu fazer um surpresa. “Ela nem acreditou que tinha passado, achou que tinha sido um engano começou a chorar”, relata a neta.

A foto da publicação que viralizou nas redes sociais foi tirada no dia da comemoração. “Quis compartilhar porque realmente tinha sido uma notícia muito boa”, conta Alice. “Ela fala que se arrepende de ter casado nova, de não ter completado os estudos. Se pudesse voltar no tempo, ela teria estudado”, releva.

Apesar do ano letivo começar de fato apenas ano que vem, Edicleia vai ter uma aula inaugural na próximo sexta-feira, 4. Ela finaliza seu relato enviando esperança para outras pessoas da terceira idade, que assim como ela, sempre tiveram vontade de continuar estudando, mas não puderam. “Nunca é tarde para realizar um sonho da vida da gente. Sempre é tempo”, conclui.

Compartilhe: