Decotelli inclui passagem relâmpago pelo MEC em currículo

“Ministro da Educação por seis dias, 25 a 30 de junho”, é a frase que foi incluída na plataforma Lattes

Por: Redação

O ex-ministro Carlos Alberto Decotelli voltou a atualizar seu currículo Lattes, incluindo a passagem relâmpago no comando do MEC (Ministério da Educação), mesmo sem ter tomado posse do cargo.

“Ministro da Educação por seis dias, 25 a 30 de junho”, é a frase que foi incluída na plataforma.

Decotelli
Crédito: ReproduçãoCarlos Alberto Decotelli incluiu a breve passagem pelo Ministério da Educação

Carlos Decotelli ficou apenas seis dias no cargo e foi demitido mesmo sem ter tomado posse, apesar da nomeação ter sido publicada no Diário Oficial da União.

Desde que foi anunciado para assumir a vaga de Abraham Weintraub, Decotelli passou a ter as informações de seu currículo questionadas,, como a inclusão de títulos de doutorado (na Argentina) e pós-doutorado (na Alemanha) inexistentes.

Crédito: Reprodução/TwitterBolsonaro confirma demissão de Decotelli do MEC após currículo falso

A gota d’água para sua demissão foi uma nota divulgada pela FGV (Fundação Getúlio Vargas), negando que ele tivesse sido professor efetivo ou pesquisador da instituição.

Segundo a FGV, ele atuou como professor colaborador “apenas nos cursos de educação continuada, nos programas de formação de executivos”.

Embora o ex-ministro da Educação cite o período que ocupou o cargo na pasta, deixou de atualizar a sua atuação profissional na lista de cargos –onde ainda aparece “atual” para o cargo citado no topo da página.

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.