CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Eleições 2018: Caetano Veloso ataca Olavo de Carvalho

Compositor publicou neste domingo (14) o artigo “Olavo faz incitação à violência; convoco meus concidadãos a repudiá-lo”

Por: Redação
Crédito: Wikimedia Commons/YouTubeCaetano Veloso ataca Olavo de Carvalho (foto)

Em um artigo publicado neste domingo (14), Caetano Veloso citou um texto em que o escritor Olavo de Carvalho conclama seguidores a perpetrar uma escalada de ações violentas.

O texto “Olavo faz incitação à violência; convoco meus concidadãos a repudiá-lo” _assinado por Caetano na “Folha de S.Paulo”_ diz que, caso Jair Bolsonaro (PSL) seja eleito presidente do Brasil,  o autor sugere que “imediatamente à sua posse seus opositores sejam não apenas derrotados mas totalmente destruídos enquanto grupos, organizações e até indivíduos”.

“Ele diz que os que consideram Bolsonaro uma ameaça à democracia não estão lutando para vencer uma eleição e sim ‘pela sobrevivência política, social e até física’. Isso é anúncio de autoritarismo matador”, prossegue a denúncia de Caetano.

“Quando atacado a faca por um maníaco, todos os outros concorrentes à Presidência condenaram veementemente o atentado e seu autor; quando um eleitor seu matou um artista baiano que declarara voto no PT, Bolsonaro disse que não tinha nada a ver com isso”, citou o compositor em seu artigo.

Caetano comenta sobre a carreira de Carvalho. “Olavo é figura histórica da anti-esquerda. Catequizou gerações de jovens brasileiros a um anticomunismo delirante e ressentido”, diz. “Olavo hoje posa nos EUA segurando arma pesada. Quão útil será sua cruzada para a indústria armamentista?”, questiona o músico.

Crédito: Reprodução/InstagramCaetano Veloso ataca Olavo de Carvalho em artigo

No texto, Caetano diz que “é evidente que todo cidadão brasileiro que mereça esse nome _seja ele Fernando Henrique Cardoso, Roberto Carlos, Roberto Schwartz, Suzana Vieira, Chico Buarque, Luiz Tenório de Oliveira Lima, Letícia Sabatela, Fernando Haddad, Zezé de Camargo, Miriam Leitão ou ACM Neto_ deve agir contra a possibilidade de eleição de Bolsonaro”. “A não ser que este desautorize publicamente o texto de Olavo”, pondera.

Por fim, o baiano esclarece que não é petista e nunca foi comunista. “Mas farei o que me for possível para vencer o crescimento da desigualdade e, acima de tudo, defenderei os direitos da pessoa humana. Ou vamos fingir que o candidato dele já venceu a eleição e, por isso, pode mandar matar quem não votou nele?”

Acompanhe outros conteúdos ligados às eleições deste ano nesta página especial

Compartilhe:

1
Morre Gilberto Dimenstein, jornalista e fundador da Catraca Livre
É com profunda tristeza que a Catraca Livre anuncia o falecimento de seu fundador, Gilberto Dimenstein, aos 63 anos de …
2
Entenda a operação da Polícia Federal de combate às fake news
O combate às fake news ganhou um novo e importante capítulo nesta semana com a Polícia Federal realizando uma série …
3
Witzel é alvo da PF; Zambelli antecipa operação em entrevista
A Polícia Federal iniciou nesta terça-feira, 26, a Operação Placebo, que apura desvios na Saúde do Rio de Janeiro nas …
4
‘Na Fila do SUS’ retrata o sucateamento da saúde pública em plena pandemia
 'Na Fila do SUS' é uma websérie em formato original com seis episódios que estreia disponível exclusivamente, na plataforma online …
5
Governo libera uso da cloroquina para pacientes em estado leve da covid-19; classe médica discorda
Após pressão do presidente Jair Bolsonaro, o Ministério da Saúde cedeu e ampliou o  protocolo para uso da cloroquina e …
6
Felipe Neto no Roda Vida: confira os principais momentos do programa
Convidado do Roda Viva, da TV Cultura, na noite desta segunda-feira, 18, o youtuber Felipe Neto afirmou que faz um …
7
Flávio Bolsonaro rebate acusação feita por Paulo Marinho sobre o caso Queiroz
O senador Flávio Bolsonaro rebateu a acusação feita pelo empresário Paulo Marinho em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo …
8
Entenda os motivos do pedido de demissão do ministro da Saúde, Nelson Teich
Antes mesmo de completar um mês à frente do Ministério da Saúde, o ministro Nelson Teich pediu demissão do cargo …