Empresas e OIT se reúnem para combater o trabalho infantil

Por: Catraca Livre

Esta semana, cerca de 40 representantes do setor privado reuniram-se em São Paulo, no Consulado Britânico, para debater esta pauta.

A organização foi da Rede Brasil do Pacto Global das Nações Unidas, a missão diplomática do Reino Unido e a Organização Internacional do Trabalho (OIT), e o evento discutiu políticas de prevenção e estratégias de reparação para as vítimas de abusos e trabalho forçado infantil.

Estiveram presentes gestores dos setores de varejo, fumo, café, carne, têxtil e carvão vegetal, e o espaço serviu para identificar os principais atores de suas cadeias produtivas que podem gerar mudanças quando sensibilizados sobre o tema.

A pauta do trabalho infantil é muito importante, e precisa ser discutida.

Os profissionais defenderam que as medidas devem ir além das punições, e as políticas de reparação das empresas devem impedir que as vítimas de trabalho infantil e forçado retornem à situação de vulnerabilidade. Além disso, consideram importante que haja orientação e conscientização sobre o assunto.

Outros pontos discutidos foram os aspectos estruturais associados a essas violações de direitos, muito marcados pela falta de informações sobre regulamentação, modelo tributário e o incentivo à informalidade.

“O grande diferencial no avanço do tema é o envolvimento do setor privado”, defendeu, ao site Nações Unidas, Maria Claudia Falcão, responsável pela Cooperação Técnica no Contexto Nacional da OIT.

A parte mais importante é que as empresas que assinaram o Pacto Global da ONU se comprometem a respeitar os 10 princípios da iniciativa, que incluem obrigações sobre direitos humanos, combate à corrupção e proteção do meio ambiente. O princípio número 4 está relacionado à eliminação de todas as formas de trabalho forçado e compulsório.

Leia mais:

1
Moda e consumo consciente na periferia: conheça o Brechó do Barulho
A periferia domina a moda sustentável. O movimento de trocar e emprestar sempre esteve presente nas quebradas de todo o …
2
Djonga, Criolo e Cynthia Luz comentam ‘volta’ do AI-5
A Catraca Livre e o rapper V.A.L.E, do grupo MR-13 e Batalha da Matrix, colaram no Festival Sons da Rua, …
3
Podemos decide expulsar o deputado Marco Feliciano do partido
A diretoria do partido Podemos em São Paulo decidiu na segunda-feira, 9, expulsar o deputado federal Pastor Marco Feliciano da …
4
Joice Hasselmann fala sobre o Pavão Misterioso e o Gabinete do Ódio
Pavão Misterioso, Gabinete do Ódio de Bolsonaro e muitas outras questões foram abordadas no depoimento da deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) …
5
Os principais pontos do pacote anticrime de Moro aprovado pela Câmara
A Câmara dos Deputados aprovou na quarta-feira, 4, o pacote anticrime do ministro da Justiça, Sergio Moro. O conjunto de …
6
Tudo o que se sabe sobre a ação policial em Paraisópolis
No último domingo, 9 jovens morreram supostamente pisoteados durante ação realizada pela Polícia Militar na comunidade de Paraisópolis, em São …
7
PSL pune postura de Eduardo Bolsonaro e de outros 17 parlamentares
O diretório nacional do Partido Social Liberal (PSL) decidiu na terça-feira, 3, punir 18 parlamentares acusados de articular o afastamento …
8
Presidente da Funarte diz que rock leva ao aborto e ao satanismo
O músico Dante Mantovani, nomeado nesta segunda-feira, 2, como o presidente da Fundação Nacional de Artes (Funarte), possui um canal …