Explosão em Beirute deixa ao menos 70 mortos e mais de 2 mil feridos

A grande explosão teria ocorrido em um depósito de fogos de artifícios na área portuária; ainda não se sabe o que causou o incidente

Por: Redação

A grande explosão que atingiu a região portuário da cidade de Beirute, capital do Líbano, na tarde desta terça-feira, 4, deixou ao menos 70 mortos e mais de 2.750 feridos, segundo o governo local.

Beirute ao vivo: acompanhe a situação do Líbano após a explosão

Apesar do país já ter sido alvo de terroristas e passar por um período de instabilidade política, não há evidência ainda de que a explosão se trate de um atentado terrorista.

líbano beirute explosão
Crédito: Reprodução/TwitterImagens mostram momento da explosão em Beirute, no Líbano

Em pronunciamento, o primeiro-ministro libanês,Hassan Diab, disse que o país enfrenta uma catástrofe e declarou luto oficial de um dia. Ele disse também que o governo irá investigar os responsáveis pelo armazém que funcionava no porto da capital desde 2014.

As imagens impressionantes da explosão seguida de colunas de fumaça gigantescas assustaram internautas. Vídeos que circulam pelas redes sociais mostram a catástrofe de diversos ângulos.

A explosão foi tão forte que destruiu prédios que ficavam nos arredores do armazém, quebrou janelas e virou carros de cabeça para baixo.

https://twitter.com/search?q=lebanon%20beirut&src=typeahead_click

Relatos dizem que a explosão foi ouvida até na cidade costeira de Larnaca, no Chipre, a cerca de 200 km da costa libanesa.

Embaixada brasileira em Beirute

Apesar de ficar distante do local da explosão, a embaixada brasileira em Beirute foi danificada. A residência de um dos diplomatas também teve abalos sérios em sua estrutura, segundo o jornalista Jamil Chade, colunista do UOL.

Beirute
Crédito: Embassy of Brazil in BeirutFachada da embaixada do Brasil em Beirute, no Líbano

“Todos os funcionários da embaixada estão bem e felizmente não há relatos de vítimas na comunidade brasileira que mora em Beirute”, disse Roberto Salone, encarregado de negócios da embaixada do Brasil, em entrevista ao site da revista Exame.

Rafik Hariri

A explosão ocorre às vésperas do veredicto do julgamento de quatro homens acusados pela morte do ex-primeiro-ministro Rafik Hariri, em 2005. Na sexta-feira, um tribunal da ONU deve emitir a sentença.

Todos os quatro são membros do grupo xiita Hezbollah, apoiado pelo Irã, que negou participação no atentado com um carro-bomba contra Hariri.

No ataque, no centro de Beirute, morreram o ex-primeiro-ministro e outras 21 pessoas.

Compartilhe:

Tags:#Mundo