Filhos online: 7 dicas para uma navegação mais segura no YouTube

O Milc – Movimento Infância Livre de Consumismo – é um dos sites que tem discutido sobre a prática do unpacking (ou unboxing) – vídeos em que as  crianças aparecem desembrulhando brinquedos e produtos infantis fazendo caras e bocas de surpresa.

Após textos refletindo sobre esse fenômeno com suas leitoras e leitoras,  explicando que o foco é estimular outras crianças a desejarem e pedirem os produtos aos pais, muitos dos seguidores pediram dicas sobre como bloquear canais inapropriados no YouTube.

Foi por isso que Vanessa Anacleto, mãe de um menino de 10 anos, junto com outras integrantes do Milc, decidiram elaborar um guia sobre como navegar com mais segurança nesta rede social.

“Não somos especialistas em mundo digital. Somos apenas três mães, da geração X, que também perdem (de longe) para os filhos em matéria de tecnologia”, escreveu.

Em sua opinião,  não existe uma forma perfeita para controlar conteúdos na internet e o melhor bloqueio continua sendo o analógico, na base do: “mamãe não vai deixar você ver vídeos na internet agora, vamos fazer outra coisa?”.

“Nossa recomendação é que crianças pequenas simplesmente estejam longe do conteúdo do YouTube. Realmente não é boa ideia deixar crianças usarem telas regularmente e por muito tempo. Até os dois anos, a recomendação é que a criança não tenha acesso a nenhuma tela. Entre três e cinco anos o uso deve ser bastante limitado”.

Com o guia a seguir, a intenção é compartilhar ferramentas para apoiar a decisão dos pais, caso esta seja propiciar uma ambiente de navegação mais controlado.

Veja algumas dicas abaixo e clique aqui para ler na íntegra.

  • Não crie uma conta para eles ainda

Se você está decidida a deixar as crianças no YouTube, uma estratégia é não criar uma conta para eles no Google e usar as inscrições na sua própria conta. Assim, todas as vezes que eles se inscreverem em um canal você saberá e receberá alertas dos vídeos publicados. Opção conta de menor: quando finalmente decidir abrir uma conta no Google para a criança você deve cadastrá-la como menor de 18 anos. Assim o YouTube filtra o acesso a vídeos pornográficos, violentos e com linguagem inadequada.

  • Esteja perto quando eles acessarem

A mediação de um adulto bem informado e crítico é o melhor recurso. Se aparecer algo impróprio você estará lá para alertar e problematizar (e ensinar a ter visão crítica em relação à mídia como um todo no longo prazo). Se não der para estar de olho, sugira que eles assistam mais tarde.

  • Marque o uso restrito do YouTube no seu computador

No navegador do seu computador marque o uso restrito do YouTube para que o site aplique filtros e bloqueie boa parte (não tudo) do conteúdo impróprio, inclusive comentários. O YouTube tem um guia para isso.

  • Fique sabendo que o uso restrito do YouTube não bloqueia vídeos de unpacking-unboxing

Apesar de sabermos que o conteúdo dos vídeos de crianças desembrulhando brinquedos não seja legal, eles não são considerados impróprios pela política do YouTube. Então o único modo de bloquear sua visualização é no YouTube Kids. Mesmo assim, o bloqueio deve ser feito, vídeo a vídeo ou canal a canal e sempre que surgir um vídeo novo ele estará acessível até que você descubra e bloqueie.

  • O uso restrito do YouTube precisa ser configurado no Ipad e Smartphone em separado

Desconfiamos que o YouTube não quer facilitar a vida dos pais, mas não podemos provar. Por isso, você precisará cumprir o passo-a-passo para o uso restrito do YouTube convencional em cada dispositivo.

  • Prefira o aplicativo YouTube Kids

O YouTube Kids não é perfeito e pais já relataram a ocorrência de vídeos com linguagem e conteúdos impróprios mesmo no aplicativo feito para mídia infantil. Seu uso pode ser resumido ao ditado “dos males, o menor”.  Porém, no YouTube Kids é possível bloquear os vídeos e canais que você não quiser que seu filho assista. Para isso, você deve clicar nos três pontinhos ao lado do vídeo e abrir a opção de bloqueio que pode ser só do vídeo ou do canal. O YouTube possui uma página com um guia para pais que pode ser acessado aqui. Um dos capítulos do guia é justamente como bloquear vídeos impróprios.

  • Bloqueie também na Smart TV

Smart TVs com aplicativo YouTube também podem ter o conteúdo restrito ativado. Para isso, você precisa logar no YouTube na SmartTV no canto direito da tela, o login é feito usando a ativação de um código e sincroniza a conta do computador, celular ou tablet à TV. Feito isso, você deverá ir até configurações (settings) , também no canto direito da tela, e habilitar a visualização de conteúdo restrito. Testamos e descobrimos que, mesmo estando com o modo restrito habilitado no PC, é preciso habilitá-lo na TV.

Leia mais 

1 / 8
1
02:09
Maioria reprova mudanças para o trânsito propostas por Bolsonaro
De acordo com uma pesquisa Datafolha, divulgada neste domingo, dia 14, a maioria da população reprova o projeto de lei …
2
02:00
Jair Bolsonaro volta a defender filho Eduardo na embaixada nos EUA
Alvo de críticas desde a última semana por indicar Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para a embaixada do Brasil nos Estados Unidos, …
3
04:13
Eduardo Bolsonaro ganha bolsa embaixada de seu pai
O presidente Jair Bolsonaro disse em entrevista que pretende indicar seu filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro, como embaixador do …
4
06:27
Previdência: entenda como pode ficar a sua aposentadoria
A Câmara dos Deputados aprovou com 379 votos o texto-base da reforma da Previdência. No entanto, a proposta ainda pode …
5
01:58
Desastre na Bahia: Barragem se rompe e moradores deixam suas casas
Uma barragem se rompeu na cidade de Pedro Alexandre, a 435 quilômetros de Salvador, na Bahia, na manhã desta quinta-feira, …
6
16:59
Glenn no Senado: confira os principais momentos do depoimento
O jornalista Glenn Greenwald, editor do portal The Intercept Brasil, foi ao Senado prestar esclarecimento sobre o vazamento das mensagens …
7
03:14
Dimenstein: Por que eu defendo a reforma da previdência?
A Câmara aprovou nesta quarta-feira, 10, o texto principal da reforma da Previdência. O placar foi de 379 votos a …
8
03:22
Dimenstein: por que eu defendo Tabata Amaral?
Em meio à polêmica envolvendo a votação pela reforma da Previdência, que aconteceu nesta quarta-feira, 10, no plenário da Câmara, …