Filmes inspirados em obras de Machado de Assis ganham mostra em SP

Por: Redação
divulgaçãoO escritor Machado de Assis
O escritor Machado de Assis

O escritor Machado de Assis é o grande homenageado na semana da consciência negra em 2008, ano em que se comemora o centenário de morte do autor, com a mostra “Machado de Assis – 100 anos depois”, que o Centro Cultural São Paulo organiza até o dia 23. O objetivo da exposição é traçar um panorama dos filmes do autor que ganharam adaptação para o cinema. Dessa forma, 20 películas, entre longas e curtas, inspirados em romances e contos como Dom Casmurro, Memórias Póstumas de Brás Cubas, O Alienista e A Cartomante fazem parte de programação.

A paixão que Machado desperta nos diretores brasileiros não é recente: o filme mais antigo inspirado no autor – Um Apólogo, Machado de Assis – foi rodado 1939 e integra a lista da mostra. Atores como Raul Cortez, Antônio Fagundes e Renata Sorrah já deram vida a personagens machadianos.

O exemplo do escritor

A homenagem a Machado é mais do que merecida. Ele nasceu em família desestruturada e humilde, não teve uma educação formal, sofria de epilepsia e, mesmo como todas as adversidades, gravou seu nome na história como o maior autor do país.

A luta pelo fim do preconceito e pela igualdade de direitos conquistou um grande feito com a vitória de Barack Obama à presidência dos Estados Unidos – país que até os anos 1960 impedia negros e brancos de estudarem na mesma escola. Depois e eleito, Obama agora se vê diante de um impasse: matricula ou não suas filhas em uma escola pública de Washington? Esse assunto estampa os principais jornais dos EUA e mostra que o preconceito ainda precisa derrubar outras barreiras.

PROGRAMAÇÃO

A CARTOMANTE
Dir.: Wagner Assis e Pablo Uranga. Com Debora Secco, Luigi Baricelli, Giovanna Antonelli e outros. Mulher se apaixona pelo amigo de infância de seu noivo. Por meio de uma cartomante, fica sabendo que o romance poder ter fim trágico. Baseado no conto homônimo de Machado de Assis.
QUANDO: Dias 19 e 21, às 16h

TRIO EM LÁ MENOR
Adaptação: Geraldo Carneiro. Dir.: Luciano Sabino. Com Letícia Sabatella, Leonardo Brício e Marco Ricca. Mulher dividida entre dois jovens: um alegre e fútil e o outro sério e circunspeto. Adaptação do conto homônimo feita para o programa televisivo Você decide.
QUANDO: Dia 19, 18h

CODA
Dir.: Flávio Barone. Com Antônio Abujamra e André Abujamra. Maestro famoso deseja compor uma música, mas não tem inspiração. Baseado no capítulo Cantiga de esponsais do livro O Alienista.
QUANDO: Dia 19, às 20h

AZYLLO MUITO LOUCO
Dir.: Nelson Pereira dos Santos. Com Isabel Ribeiro, Nildo Parente e Irene Stefânia.
No século 19, padre constrói asilo para abrigar loucos, mas muda de opinião por conta da igreja e decide internar apenas os sãos. Inspirado na obra O Alienista.
QUANDO: Dia 19, às 20h30

IAIÁ GARCIA
Adaptação: Rubens Edwald Filho. Dir.: Sérgio Galvão. Com Fúlvio Stefanini, Elaine Cristina e Arlete Montenegro. Jovem casal se separa devido à mentira inventada pela mãe do rapaz, contrária ao namoro. Três primeiros capítulos da adaptação para a televisão do romance homônimo.
Quando: Dia 20, às 16h

O ALIENISTA
Dir.: Guel Arraes. Com Marco Nanini, Giulia Gam e Milton Gonçalves. Adaptação feita para o programa televisivo Terça nobre especial.
QUANDO: Dia 20, às 18h

CONFISSÕES DE UMA VIÚVA MOÇA
Dir.: Adnor Pitanga. Com José Wilker, Sandra Barsotti, Celso Faria e Myriam Pérsia. Após dois anos de isolamento desde a morte do marido, mulher resolve escrever uma carta a uma amiga esclarecendo os motivos de sua reclusão e a vontade de se reintegrar à vida.  Baseado no conto homônimo do livro Contos fluminenses.
QUANDO: Dia 20, às 20h

BRÁS CUBAS
Dir.: Júlio Bressane. Com Luiz Fernando Guimarães, Bia Nunes e Regina Casé. Baseado na obra Memórias póstumas de Brás Cubas.
QUANDO: Dia 21, às 18h

ADAPTAÇÕES AUDIOVISUAIS DA OBRA DE MACHADO DE ASSIS
Palestra com Gilberto Figueiredo Martins (Professor e Doutor pela Unesp/Assis).
Na seqüência, serão exibidos os filmes Um apólogo: Machado de Assis e Azyllo muito louco (veja sinopses anteriores).
QUANDO: Dia 21, às 20h

QUINCAS BORBA
Dir.: Roberto Santos. Com Helber Rangel, Fúlvio Stefanini e Brigitte Broder. Ao morrer, o filósofo Quincas Borba deixa seus bens a um discípulo que se apaixona por uma bela mulher casada.
QUANDO: Dia 22, às 16h

A CAUSA SECRETA
Dir.: Sérgio Bianchi. Com Renato Borghi, Rodrigo Santiago e Ester Góes. Para montar uma peça, um grupo de teatro pesquisa a miséria humana do país. Baseado no conto homônimo de Machado de Assis.
QUANDO: Dia 23, às 16h

Compartilhe:

1
Joice Hasselmann fala sobre o Pavão Misterioso e o Gabinete do Ódio
Pavão Misterioso, Gabinete do Ódio de Bolsonaro e muitas outras questões foram abordadas no depoimento da deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) …
2
Os principais pontos do pacote anticrime de Moro aprovado pela Câmara
A Câmara dos Deputados aprovou na quarta-feira, 4, o pacote anticrime do ministro da Justiça, Sergio Moro. O conjunto de …
3
Tudo o que se sabe sobre a ação policial em Paraisópolis
No último domingo, 9 jovens morreram supostamente pisoteados durante ação realizada pela Polícia Militar na comunidade de Paraisópolis, em São …
4
PSL pune postura de Eduardo Bolsonaro e de outros 17 parlamentares
O diretório nacional do Partido Social Liberal (PSL) decidiu na terça-feira, 3, punir 18 parlamentares acusados de articular o afastamento …
5
Presidente da Funarte diz que rock leva ao aborto e ao satanismo
O músico Dante Mantovani, nomeado nesta segunda-feira, 2, como o presidente da Fundação Nacional de Artes (Funarte), possui um canal …
6
Trump decide retomar taxação ao Brasil após desvalorização do real
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez um post em sua rede social anunciando o retorno das tarifas de …
7
Entenda todos os desdobramentos das prisões em Alter do Chão
Os quatro brigadistas que haviam sido presos preventivamente na operação Fogo de Sairé, da Polícia Civil do Pará, deixaram a …
8
Ajude a manter vivo o sonho da única orquestra do mundo criada e manti
A Orquestra Sinfônica de Heliópolis é a única orquestra sinfônica do mundo mantida numa favela. Mensalmente são mais de 1.300 …