Últimas notícias:

Loading...

Fusca é transformado em floricultura e leva cores e aromas às ruas do RJ

Fusquinha verde virou floricultura nas mãos da empreendedora Roberta Machado em meio à crise da pandemia

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Entre o cinza dos prédios e o trânsito caótico da Avenida Nossa Senhora de Copacabana, no Rio de Janeiro, um fusca verde, modelo 1969, decorado com rosas, orquídeas, margaridas e outras flores, chama a atenção de quem passa pela calçada onde fica estacionado às quartas e sábados.

“Lia Linda Flor” dá nome à floricultura ambulante idealizada pela empreendedora Roberta Machado, que, antes da pandemia, alugava quartos para turistas e era sócio de uma empresa de aluguel de perucas. Com o fechamento do comércio e do turismo, o simpático fusquinha se tornou sinônimo de criatividade e inovação em meio à crise.

fusca floricultura
Criada em outubro, floricultura ambulante ganhou fama nas ruas de Copacabana – Instagram/Reprodução

Saiu às ruas pela primeira vez em outubro de 2020 na praia do Recreio dos Bandeirantes, mas foi em Copacabana que o fusquinha conquistou a freguesia. Além dos habituais clientes, o quiosque é frequentado por curiosos, moradores do bairro, pessoas que estão ali apenas para tirar uma foto ou conhecer a comentada floricultura ambulante.

“Lia Linda Flor” também é uma homenagem à mãe de Roberta, Lia, que morreu em julho, aos 93 anos, após sofrer um infarto. “Tudo começou porque sou apaixonada por flores. Tinha acabado de perder minha mãe e resolvi fazer essa homenagem”, explicou em entrevista ao G1.

fusca floricultura
Sem fonte de renda com chegada da pandemia, Roberta pôs em prática ideia que plantava na cabeça – Instagram/Reprodução

Rotina entre flores

Para dar conta do recado, Roberta divide sua rotina entre o quiosque de plantas, aberto até às duas, e no centro de distribuição de flores e alimentos do Rio de Janeiro, a Cadeg, em São Cristovão.

Com suas flores e plantas, o fusquinha leva vida às ruas da capital fluminense e ressignifica a rotina dos cariocas em meio à pandemia, “levando alegria e amor por onde passa com suas lindas flores”.

Nesta semana, a floricultura ganhou mais um fusquinha verde, que, além de Copacabana, sairá para outras regiões da cidade.