Grávida é assassinada a golpes de barra de ferro pelo marido

Filho do casal, de cinco anos, testemunhou o crime

Por: Redação

Uma grávida de 25 anos foi assassinada a golpes de barra de ferro na cabeça depois que o marido, de 29, descobriu não era o pai. O feminicídio ocorreu na Zona Sul de São Paulo, na madrugada do sábado, 8.

feminicídio
Crédito: Welcomia/iStockPolícia investiga caso como feminicídio

O homem foi detido e confessou o crime. O filho de cinco anos do casal testemunhou a agressão e a morte da mãe.

Feminicídio

Feminicídio é o homicídio praticado contra a mulher em decorrência do fato de ela ser mulher ou em decorrência de violência doméstica.

Quando o assassinato de uma mulher é decorrente, por exemplo, de latrocínio (roubo seguido de morte) ou de uma briga entre desconhecidos ou é praticado por outra mulher, não há a configuração de feminicídio.

A lei 13.104/15, mais conhecida como Lei do Feminicídio, alterou o Código Penal brasileiro, incluindo como qualificador do crime de homicídio o feminicídio.

Violência contra a mulher

O serviço pode ser considerado como “pronto socorro” dos direitos humanos pois atende também graves situações de violações que acabaram de ocorrer ou que ainda estão em curso, acionando os órgãos competentes, possibilitando o flagrante. O Disque 100 funciona diariamente, 24 horas por dia, incluindo sábados, domingos e feriados.

As ligações podem ser feitas de todo o Brasil por meio de discagem gratuita, de qualquer terminal telefônico fixo ou móvel (celular), bastando discar 100.

Compartilhe: