Últimas notícias:

Loading...

Homem xinga e humilha atendente de bar em PE: ‘Tem que dar essa buc*’

O momento foi registrado, em vídeo, que viralizou nas redes sociais, e mostra as agressões verbais contra a mulher

Por: Redação

Um homem está sendo investigado pela Polícia Civil de Pernambuco por xingar e humilhar uma atendente de um bar, na Ilha de Santo Aleixo, Sirinhaém, Litoral Sul do estado . O momento foi registrado, em vídeo, que viralizou nas redes sociais, e mostra as agressões verbais contra a mulher.

Crédito: Reprodução/TwitterHomem xinga e humilha atendente de bar em PE: ‘Tem que dar essa buc*’

Nas imagens, o homem se diz insatisfeito com o atendimento e usa como justificativa para as agressões verbais contra a atendente, o fato de estar “pagando”. Ele ainda diz que não está “preocupado” em “perder a razão”, pelo menos motivo.

No vídeo, o homem profere várias frases agressivas, de cunho sexual, e diz muitos palavrões. “Minha filha, você não tem namorado não é? Seu namorado é viado? Que mau humor do c… Vá f… vá t….. Atendimento c….o seu. Pior atendimento que existe aqui na Ilha de Santo Aleixo”, diz o cliente.  “‘Tem que dar essa b***** pra ver se dar um sorriso”, continuou

“Atendimento c* do c******. Pior atendimento da Ilha de Santo Aleixo. Estou vindo aqui mandar meus hóspedes, mas jamais vou mandar para atendimento com você. Você é uma b****. Seu atendimento é uma b****”, diz o homem, exaltado,

A atendente fica extremamente constrangida e permanece calada atrás do balcão, olhando para baixo.

Na delegacia do município, a atendente Jennypher Costa, de 20 anos, prestou queixa por injúria e crime de gênero, quando a vítima é agredida por ser mulher. Ela identificou o autor das humilhações e xingamentos como Felipe Brasileiro, dono da Santa Ilha Pousada, em Serrambi, Ipojuca, também no Litoral Sul.

Segundo Jennypher contou ao Jornal do Comércio, ela foi xingada porque pediu aos garçons que desligassem o som do estabelecimento porque já que era o fim do expediente.

O caso aconteceu no dia 15 de dezembro e está sendo investigado pela Delegacia de Sirinhaém.