Indígena representará o Engajamundo em evento na Suíça

Hamangaí Pataxó é uma jovem de 22 anos, nascida no município de Pau Brasil, na Bahia

Por: Engajamundo
Hamangaí Pataxó
Crédito: Iago AquinoHamangaí Pataxó cresceu na Aldeia Caramuru Catarina Paraguaçu

Hamangaí Pataxó é uma jovem indígena de 22 anos. Nascida no município de Pau Brasil, na Bahia, ela é filha de duas nações indígenas, Terena e Pataxó Hã-Hã-Hãe, e cresceu na Aldeia Caramuru Catarina Paraguaçu.

Em 2016, por meio de um outro jovem da aldeia de Caramuru, ela conheceu o Engajamundo. A dificuldade de acesso à internet e sinal telefônico na aldeia impossibilitava a participação efetiva dela nas reuniões, que acontecem de forma online. No entanto, a cada dia que ela ouvia falar sobre o Engajamundo, uma organização de jovens que tem como objetivo central inserir a juventude em temas socioambientais, estimulava seu interesse em se envolver com a ONG.

Hamangaí é uma ativista indígena que luta principalmente pela proteção do seu território, pela floresta e denunciando o genocídio indígena que acontece no Brasil há mais de 519 anos. Em dezembro de 2018, fez parte da delegação do Engajamundo na Conferência Internacional sobre Mudanças Climáticas (COP24), que aconteceu em Katowice, na Polônia. Em maio deste ano foi a Roma, na Itália, participar do Villagio per la Terra, no qual falou  para jovens italianos o quanto a juventude precisa estar cada vez mais organizada e unida em defesa da Mãe Terra. Veja o link do vídeo.

“O nosso corpo é o nosso território, o nosso ventre é o nosso templo e as nossas veias são os nossos rios que bombeiam sangue, vida para todo nosso corpo. Nós precisamos da terra porque é dela que tiramos nosso sustento. Para que ganância por dinheiro se o que nos mantém vivos é a Mãe Terra, é a natureza?”, disse Hamangaí durante o Villagio Ler La Terra em Roma, na Itália.

O Young Activists Summit acontecerá no dia 10 de dezembro de 2019, Dia Internacional dos Direitos Humanos, no Palácio das Nações, em Genebra, capital da Suíça. A cerimônia vai reunir jovens mulheres ativistas que lutam em todo o mundo.

O objetivo é que o exemplo dela sirva de inspiração para as gerações mais novas e especialmente para outras meninas pelo mundo. Causas como mudanças climáticas, educação de meninas, regulamentação de armas de fogo e campanha contra a violência sexual serão temas centrais e abordados durante a cerimônia.

O evento contará com diversas mulheres ativistas, como Nadia Murad Basee Taha (ativista de direitos humanos yazidi, ganhadora do Prêmio Nobel da Paz 2018) e Memory Banda (ativista dos direitos da criança no Malawi, que chamou atenção internacional por seu trabalho em oposição ao casamento infantil).

“Eu vejo como uma oportunidade de falar sobre o genocídio indígena que acontece aqui no Brasil há mais de 519 anos e denunciar as violações à vida, principalmente a quem defende nossos territórios e florestas. Vejo como uma oportunidade de chamar todos a se juntarem a nós, povos indígenas, compreendendo que a causa indígena é de todos nós. E mesmo tendo um governo atual que é anti-indígena e ambientalista”, afirmou Hamangaí.

Para conhecer mais da história sobre Hamangaí confira o relato da vida dela acessando o blog do Engajamundo clicando aqui.

Por: Engajamundo

Termos da rede:

Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário Engajamundo da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

1
Moda e consumo consciente na periferia: conheça o Brechó do Barulho
A periferia domina a moda sustentável. O movimento de trocar e emprestar sempre esteve presente nas quebradas de todo o …
2
Djonga, Criolo e Cynthia Luz comentam ‘volta’ do AI-5
A Catraca Livre e o rapper V.A.L.E, do grupo MR-13 e Batalha da Matrix, colaram no Festival Sons da Rua, …
3
Podemos decide expulsar o deputado Marco Feliciano do partido
A diretoria do partido Podemos em São Paulo decidiu na segunda-feira, 9, expulsar o deputado federal Pastor Marco Feliciano da …
4
Joice Hasselmann fala sobre o Pavão Misterioso e o Gabinete do Ódio
Pavão Misterioso, Gabinete do Ódio de Bolsonaro e muitas outras questões foram abordadas no depoimento da deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) …
5
Os principais pontos do pacote anticrime de Moro aprovado pela Câmara
A Câmara dos Deputados aprovou na quarta-feira, 4, o pacote anticrime do ministro da Justiça, Sergio Moro. O conjunto de …
6
Tudo o que se sabe sobre a ação policial em Paraisópolis
No último domingo, 9 jovens morreram supostamente pisoteados durante ação realizada pela Polícia Militar na comunidade de Paraisópolis, em São …
7
PSL pune postura de Eduardo Bolsonaro e de outros 17 parlamentares
O diretório nacional do Partido Social Liberal (PSL) decidiu na terça-feira, 3, punir 18 parlamentares acusados de articular o afastamento …
8
Presidente da Funarte diz que rock leva ao aborto e ao satanismo
O músico Dante Mantovani, nomeado nesta segunda-feira, 2, como o presidente da Fundação Nacional de Artes (Funarte), possui um canal …