EM ALTA

Jerry Harris, da Netflix, é investigado por suposto caso de pedofilia

Agentes do FBI fizeram buscas na casa dele, como parte da investigação

Por: Redação

O líder de torcida Jerry Harris, de 21 anos, um dos participantes do popular reality da Netflix “Cheer”, está sendo investigado pelo FBI por supostamente solicitar fotos sexualmente explícitas e tentar contatar menores para fazer sexo. As informações são do site USA Today.

De acordo com a publicação, os agentes executaram um mandado de busca na tarde de segunda-feira, 14, na casa dele em Illinois, nos Estados Unidos.

participante de reality da Netflix acusado de pedofilia
Crédito: Reprodução/InstagramParticipante de reality da Netflix é acusado de pedofilia

A investigação é baseada em alegações apresentadas por dois irmãos gêmeos de 14 anos. Eles disseram que o assédio ocorria há mais de um ano, tanto online quanto pessoalmente, em competições de torcida.

A denúncia foi feita pela Varsity Brands, uma empresa privada que domina o cenário das líderes de torcida, incluindo uniformes e competições nacionais.

O diretor jurídico da empresa, Burton Brillhart, reuniu alguns prints de conversas e mostrou à polícia. Em uma das mensagens trocadas no Snapchat, alguém com o nome de Jerry Harris escreve: ‘Ei, a propósito, encontrei um lugar para fazermos coisas, é realmente muito bom haha’.

O jovem de 21 anos não comentou publicamente sobre as alegações. Em uma declaração ao TMZ  na segunda-feira,14, um porta-voz de Harris disse: “Contestamos categoricamente as alegações feitas contra Jerry Harris, que supostamente ocorreram quando ele era adolescente. Estamos confiantes de que, quando a investigação for concluída, os fatos reais irão ser revelados.”

Como denunciar casos de abuso infantil e como orientar a criança

Diariamente, crianças e adolescentes são expostos à violência sexual. Até abril de 2019, o Disque 100 recebeu mais de 4 mil denúncias de abuso infantil em todo o Brasil, mas sabemos que esses dados não estão nem perto da realidade, uma vez que ainda é difícil ter estatísticas que realmente abranjam o problema de forma real.

Tipos de abuso infantil

É importante lembrar que abuso sexual, violência sexual e pedofilia são coisas distintas.  Segundo o Programa Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes:

Pedofilia: Diz respeito aos transtornos de personalidade causados pela preferência sexual por crianças e adolescentes. O pedófilo não necessariamente pratica o ato de abusar sexualmente de meninos ou meninas.

Violência Sexual: A violência sexual praticada contra crianças e adolescentes é uma violação dos direitos sexuais porque abusa e/ou explora do corpo e da sexualidade de garotas e garotos. Ela pode ocorrer de duas formas: abuso sexual e exploração sexual (turismo sexual, pornografia, tráfico e prostituição).

Abuso sexual: Nem todo pedófilo é abusador, nem todo abusador é pedófilo. Abusador é quem comete a violência sexual, independentemente de qualquer transtorno de personalidade, se aproveitando da relação familiar (pais, padrastos, primos, etc.), de proximidade social (vizinhos, professores, religiosos etc.), ou da vantagem etária e econômica.

Exploração sexual: É a forma de crime sexual contra crianças e adolescentes conseguido por meio de pagamento ou troca. A exploração sexual pode envolver, além do próprio agressor, o aliciador, intermediário que se beneficia comercialmente do abuso. A exploração sexual pode acontecer de quatro formas: em redes de prostituição, de tráfico de pessoas, pornografia e turismo sexual.

Como denunciar

Há algumas formas de denunciar casos de violência sexual a menores de idade:

Disque 100

Como nos casos de racismo, homofobia e outras violações de direitos humanos, qualquer cidadão pode fazer uma denúncia anônima sobre casos abuso infantil pelo Disque 100. A denúncia será analisada e encaminhada aos órgãos de proteção, defesa e responsabilização em direitos humanos, respeitando as competências de cada órgão.

Aplicativo Proteja Brasil

Depois de instalar o aplicativo gratuito em seu celular, o usuário rapidinho, respondendo um formulário simples, registra a denúncia, a qual será recebida pela mesma central de atendimento do Disque 100. Se quiser acompanhar a denúncia, basta ligar para o Disque 100 e fornecer dados da denúncia. Para mais informações, clique aqui.

Compartilhe: