Joice Hasselmann prepara bomba para atingir Bolsonaro

Ex-aliada do presidente, a deputada federal irá depor à CPMI das Fake News nesta semana

Por: Redação

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) irá depor à CPMI das Fake News nesta semana. De acordo com o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, a parlamentar está preparando um ataque ao presidente Jair Bolsonaro.

A parlamentar, ex-aliada do clã Bolsonaro, teria reunido alguns perfis falsos que seriam usados por aliados do presidente para promover ataques nas redes sociais. Além disso, Joice também pretende pedir a quebra de sigilo de vários endereços de IP.

Crédito: Reprodução/TVCâmaraAtacada pela milícia de Bolsonaro, Joice Hasselmann chora ao falar no plenário da Câmara dos Deputados

Com a medida, de acordo com o colunista, a deputada acha que irá conseguir provar que há uma milícia digital operando dentro do Palácio do Planalto.

NA última terça-feira, 5, Joice Hasselmann chorou ao falar no plenário da Câmara dos Deputados sobre ataques que vem sofrendo nas redes sociais, pela milícia digital do presidente, que já chegaram aos seus filhos e familiares.

Após o discurso, Hasselmann foi apoiada por parlamentares de seu próprio partido, como o Delegado Waldir (PSL-GO), mas também pelos deputados de partidos da oposição, como Orlando Silva (PCdoB-SP), Alice Portugal (PCdoB-BA) e Perpétua Almeida (PCdoB-AC).

“Nunca fui de me vitimizar, nunca. Mas foi a primeira vez que eu realmente me senti vítima do mais sujo machismo, do mais sujo machismo: encomenda de dossiês falsos, montagens. A minha família não vai passar por isso. Eu não vou permitir. Não tivessem mexido com a minha família, talvez eu até amenizasse, mas não o farei”, afirmou Joice Hasselmann.

Alexandre Frota

No final de outubro em depoimento à CPMI, o deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) exibiu uma série de documentos, textos, vídeos e imagens que, segundo ele, revelam como opera a milícia digital comandada pela família Bolsonaro.

Crédito: Roque Sá/Agência SenadoAlexandre Frota durante depoimento na CPMI da Fake News no Senado

De acordo com o Frota, ex-integrante do partido de Bolsonaro (PSL), “milicianos digitais” operam tanto no Palácio do Planalto, como em gabinetes de parlamentares, pagos com dinheiro público para operar, sob o comando do vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), perfis falsos destinados a promover ataques coordenados como aqueles realizados contra a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP), ex-líder do partido no Congresso.

1
Brumadinho: relatos lembram a maior tragédia socioambiental do Brasil
Há um ano, a cidade de Brumadinho, região metropolitana de Belo Horizonte (MG) viveria um pesadelo difícil de ser esquecido. Era …
2
Brumadinho: relatos lembram a maior tragédia socioambiental do Brasil
Há um ano, a cidade de Brumadinho, região metropolitana de Belo Horizonte (MG) viveria um pesadelo difícil de ser esquecido. Era …
3
Denúncia contra Glenn Greenwald é um ataque à liberdade de imprensa?
Uma denúncia realizada pelo Ministério Público Federal foi vista como um ataque direto à liberdade de imprensa no Brasil. O …
4
9 pontos polêmicos que Sergio Moro se esquivou no Roda Viva
O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, foi o primeiro entrevistado da nova temporada do programa Roda Viva, …
5
‘Noivado’ de Regina Duarte com Bolsonaro divide opiniões
“Nós vamos noivar, vou ficar noiva, vou lá conhecer onde eu vou habitar, com quem que eu vou conviver, quais …
6
A queda: entenda a polêmica que custou o cargo de Roberto Alvim
Após praticamente reproduzir um discurso do ministro nazista Joseph Goebbels, o ex-secretário de Cultura, Roberto Alvim, protagonizou uma polêmica que …
7
Impunidade de Victor não é caso isolado no Brasil de Bolsonaro
Victor Chavez, cantor sertanejo da extinta dupla Victor e Léo, foi condenado por agredir a esposa grávida de quatro meses …
8
Anarquia da ponte pra lá: a história do punk na periferia de SP
Autor do livro My Way, Valo Velho é história viva da cena anarcopunk de São Paulo. A Catraca Livre foi até …