Publicidade

Informar

Mãe e padrasto são presos por estupro de adolescente em São Paulo

Os abusos começaram quando a vítima tinha 10 anos

Por: Redação | Comunicar erro
...
Publicidade
Mãe e padrasto são acusados de estupro de uma adolescente de 16 anos

A Polícia Civil de Paulínia, no interior de São Paulo, prendeu na última quarta-feira, 16, a mãe e o padrasto de uma adolescente de 16 anos por estupro de vulnerável. O crime já acontecia há bastante tempo, de acordo com a denúncia.

Segundo informações, a jovem teria confidenciado o caso a um pastor da igreja que frequenta, que teria ficado indignado. Na delegacia, os dois confessaram o crime.

Edilson José de Souza e Pedrina Linvalda de Oliveira são casados há seis anos e o os abusos teriam começado pouco tempo depois da união entre os dois, quando a vítima tinha apenas 10 anos.

Leia tambémSP: número de estupros entre janeiro e março é o maior em 5 anos

Os abusos teriam começado meses depois da chegada do acusado à família, mas o primeiro caso de estupro só teria acontecido quando a adolescente completou 13 anos.

A mãe compactuava com o crime para não prejudicar o casamento, segundo informou a vítima.

A Polícia Civil pediu a prisão temporária do casal, que não tinha antecedentes criminais. A pena por estupro de vulnerável para réus primários pode variar entre 8 e 15 anos de detenção.

DENUNCIE

O assédio contra mulheres envolve uma série de condutas ofensivas à dignidade sexual que desrespeitam sua liberdade e integridade física, moral ou psicológica. Lembre-se: onde não há consentimento, há assédio! Não importa qual roupa você esteja vestindo, de que modo você está dançando ou quantas e quais pessoas você decidiu beijar (ou não beijar): nenhuma dessas circunstâncias autoriza ou justifica o assédio.

Abaixo, saiba o que fazer e como denunciar caso você seja vítima de assédio ou estupro.

Compartilhe:

Publicidade
Publicidade

Você sabe o que é feminicídio?

O restaurante de comida havaiana do ex-masterchef Ravi

Conheça o lavandário de Cunha

ASMR: O fenômeno do "orgasmo mental"

Publicidade