Maia pede afastamento de Alvim: ‘Passou de todos os limites’

O secretário da Cultura citou ministro nazista em pronunciamento publicado nas redes sociais

Por: Redação
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia
Crédito: Marcelo Camargo/Agência BrasilO presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, criticou o pronunciamento em sua conta no Twitter

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), pediu o afastamento do secretário da Cultura do governo Jair Bolsonaro, Roberto Alvim, após a repercussão de um vídeo em que ele copiava o discurso do ministro da propaganda da Alemanha nazista, Joseph Goebbels.

“O secretário da Cultura passou de todos os limites. É inaceitável. O governo brasileiro deveria afastá-lo urgente do cargo”, escreveu Maia em seu perfil no Twitter. Veja abaixo a publicação:

Entenda

Roberto Alvim causou revolta entre os internautas na madrugada desta sexta-feira, 17, após a divulgação de um pronunciamento no Twitter. Em sua fala, o político do governo Bolsonaro copiou trechos de discurso de Joseph Goebbels, ministro da Propaganda de Adolf Hitler.

O intuito do vídeo era divulgar o Prêmio Nacional das Artes, lançado horas antes em live com a participação do próprio presidente.

Ao anunciar a liberação de R$ 20 milhões para a premiação, Alvim disse que “a arte brasileira da próxima década será heroica e será nacional, será dotada de grande capacidade de envolvimento emocional, e será igualmente imperativa, posto que profundamente vinculada às aspirações urgentes do nosso povo – ou então não será nada”.

roberto alvim
Crédito: Reprodução/Agência BrasilRoberto Alvim causou revolta ao citar nazista em pronunciamento

Reparem agora nas palavras usadas pelo simpatizante do governo nazista alemão: “A arte alemã da próxima década será heroica, será ferreamente romântica, será objetiva e livre de sentimentalismo, será nacional com grande páthos e igualmente imperativa e vinculante, ou então não será nada”, disse ele no “Goebbels: a Biography”, de Peter Longerich.

Outros detalhes que chamaram atenção dos internautas foram a estética do vídeo, a aparência do secretário, o vocabulário, o tom de voz e a trilha sonora escolhida – tudo muito semelhante à propaganda nazista.

Já na manhã desta sexta-feira, 17, Alvim usou seu perfil no Facebook para se justificar. Segundo ele, as semelhanças do discurso foram apenas coincidências. “[…] O que a esquerda está fazendo é uma falácia de associação remota:
com uma coincidência retórica em UMA frase sobre nacionalismo em arte, estão tentando desacreditar todo o PRÊMIO NACIONAL DAS ARTES, que vai redefinir a Cultura brasileira… É típico dessa corja. Repito: foi apenas uma frase do meu discurso na qual havia uma coincidência retórica. Eu não citei ninguém […]”. Veja o relato completo abaixo:

roberto alvim
Crédito: Reprodução/FacebookJustificativa de Roberto Alvim ao discurso citando nazista

Assista ao pronunciamento:


Imagem Carnaval Sem Assedio

Compartilhe:

1
Bolsonaro pode sofrer impeachment por crime de responsabilidade?
O presidente Jair Bolsonaro compartilhou no whatssapp um vídeo que relembra a facada que tomou durante sua campanha presidencial e …
2
A repercussão dos ataques machistas à jornalista Patrícia Campos Mello
No final da última semana, Hans River do Rio Nascimento foi chamado para prestar depoimento na CPMI das Fake News. …
3
Governo Bolsonaro libera pesca em áreas de conservação ambiental
Uma portaria do Instituto Chico Mendes (ICMBio), órgão vinculado ao Ministério do Meio Ambiente, autorizou a pesca esportiva e amadora …
4
Chuva forte deixa São Paulo debaixo d’água
A chuva que começou ontem não deu sinal de trégua e fez São Paulo amanhecer debaixo d’água nesta segunda-feira, 10. …
5
Coronavírus: aviões da FAB vão retirar brasileiros de Wuhan, na China
Dois aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) decolaram nesta quarta-feira, 5, em direção a Wuhan, na China, para retirar os …
6
BBB20: Mulheres decidem o destino de Pétrix Barbosa
A união das mulheres  decidiu o destino de Pétrix não apenas no Big Brother Brasil 20, mas também fora da …
7
Damares Alves: abstinência sexual, protesto e contradição?
Por que este grupo de mulheres deu as costas para a ministra Damares Alves enquanto ela defendia sua política de …
8
Bolsonaro e a demissão do secretário que viajou com jato da FAB
O presidente Jair Bolsonaro anunciou em sua conta no Twitter que vai tornar sem efeito a nomeação de José Vicente …