2º turno: pesquisa mostra Bolsonaro com 54% contra 46% de Haddad

Informar

Mulher tem suástica marcada com canivete por usar camisa #EleNão

A vítima registrou boletim de ocorrência em Porto Alegre

Por: Redação | Comunicar erro
Corpo de mulher marcado com uma suástica
Crédito: Reprodução / FacebookMulher teve o corpo agredido com um canivete

Uma jovem de 19 anos registrou boletim de ocorrência na Polícia Civil de Porto Alegre nesta segunda-feira, 8, após ser agredida e ter uma suástica (símbolo nazista) marcada no corpo com um canivete.

De acordo com a vítima, ela usava uma camiseta de apoio ao movimento #EleNão, em oposição ao candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL), quando foi abordada por três homens.

Segundo o relato, a mulher descia de um ônibus no bairro Cidade Baixa e estava a caminho de sua casa. No trajeto, os homens começaram a questioná-la sobre o uso da roupa, a agrediram com socos e marcaram sua barriga com riscos de canivete.

A denúncia foi feita na 1ª Delegacia de Polícia Civil, que informou nesta quarta-feira, 10, que o caso está sendo investigado. Policiais buscam imagens de câmeras de segurança para tentar identificar os agressores.

Crédito: Reprodução/Polícia CivilBoletim de ocorrência

A ocorrência repercutiu nas redes sociais após a publicação de uma jornalista de Brasília, que conversou com a vítima e a convenceu a procurar a polícia. “Ela foi agredida, humilhada no meio da rua. E como se não bastasse, dois homens seguraram seus braços, enquanto o terceiro cravava uma suástica na sua costela. Uma suástica”, escreveu Ady Ferrer no Facebook.

Acompanhe outros conteúdos ligados às eleições deste ano nesta página especial

Projeto reúne relatos de vítimas da intolerância política

Compartilhe: