Mulher tem suástica marcada com canivete por usar camisa #EleNão

A vítima registrou boletim de ocorrência em Porto Alegre

Por: Redação | Comunicar erro
Corpo de mulher marcado com uma suástica
Crédito: Reprodução / FacebookMulher teve o corpo agredido com um canivete

Uma jovem de 19 anos registrou boletim de ocorrência na Polícia Civil de Porto Alegre nesta segunda-feira, 8, após ser agredida e ter uma suástica (símbolo nazista) marcada no corpo com um canivete.

De acordo com a vítima, ela usava uma camiseta de apoio ao movimento #EleNão, em oposição ao candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL), quando foi abordada por três homens.

Segundo o relato, a mulher descia de um ônibus no bairro Cidade Baixa e estava a caminho de sua casa. No trajeto, os homens começaram a questioná-la sobre o uso da roupa, a agrediram com socos e marcaram sua barriga com riscos de canivete.

A denúncia foi feita na 1ª Delegacia de Polícia Civil, que informou nesta quarta-feira, 10, que o caso está sendo investigado. Policiais buscam imagens de câmeras de segurança para tentar identificar os agressores.

Crédito: Reprodução/Polícia CivilBoletim de ocorrência

A ocorrência repercutiu nas redes sociais após a publicação de uma jornalista de Brasília, que conversou com a vítima e a convenceu a procurar a polícia. “Ela foi agredida, humilhada no meio da rua. E como se não bastasse, dois homens seguraram seus braços, enquanto o terceiro cravava uma suástica na sua costela. Uma suástica”, escreveu Ady Ferrer no Facebook.

Compartilhe: