Novela do SBT ‘As Aventuras de Poliana’ é acusada de racismo

Diálogo entre aluna e coordenadora da escola repercutiu de forma negativa entre internautas e ativistas do movimento negro

Por: Redação | Comunicar erro
As Aventuras de Poliana racismo
Crédito: reprodução/SBT“As Aventuras de Poliana”, novela escrita por Íris Abravanel, é acusada de racismo

Uma cena da novela infantil “As Aventuras de Poliana“, exibida pelo SBT, tem revoltado internautas e ativistas do movimento negro. Acusada de racista, a trama escrita por Íris Abravanel envolveu duas atrizes negras para um diálogo controverso.

Na cena, a aluna Kessya (Duda Pimenta) é chamada pela coordenadora da escola Helô (Eliana de Souza) após encontrarem o nariz de uma escultura vandalizada por outros alunos em sua mochila. A acusação era de que Kessya teria quebrado a escultura em questão, e guardado parte da peça consigo.

Ao ser chamada para a sala de Helô, Kessya justifica que não sabe como esse nariz foi parar em sua mochila, e que a acusação contra ela é incorreta. Além disso, a aluna fica indignada com o fato de a coordenadora não acreditar em sua justificativa, alegando que isso só acontece por ela ser negra.

As Aventuras de Poliana racismo
Crédito: reprodução/SBTCena da novela “As Aventuras de Poliana” é acusada de racista

Kessya: “Eu não consigo parar de pensar que se eu fosse uma menina branca, todo mundo ia acreditar que não tinha sido eu”.

Helô: “Eu não posso falar pelos outros, mas eu posso falar por mim. E da minha parte você pode ter certeza que se o nariz da escultura tivesse sido encontrado na bolsa de uma menina branca, não teria feito diferença. A desconfiança seria a mesma até que nós tivéssemos provas contrárias”.

Kessya: “E se fosse a Filipa, se o nariz tivesse aparecido nas coisas dela? E ela dissesse que alguém tinha colocado aquilo lá? Vocês iriam acreditar? Sim, porque ela é branca, ela é rica. E ninguém aqui da escola quer se complicar com os pais dela”.

Helô: “Aqui não, Kessya. Aqui as coisas não funcionam assim”.

Kessya: “Mas porque eu sou negra, todo mundo já fica desconfiado. Tipo, ‘só pode ter sido a Kessya, mesmo'”.

Até esse momento, o diálogo corria normalmente. A garota se indignava pelo fato de ela ser acusada por um erro que não cometeu. Enquanto isso, a coordenadora tentava explicar que a acusação não era motivada pelo preconceito.

A partir daí, uma música dramática entra em cena para as próximas falas de Helô.

As Aventuras de Poliana racismo
Crédito: reprodução/SBTCena da novela “As Aventuras de Poliana” é acusada de racista

Helô: “Você sabe qual é um dos maiores culpados pelo preconceito?”.

Kessya: “Os racistas”.

Helô: “Não. A nossa cabeça. E pra que os outros parem de ver a nós negros como diferentes, nós precisamos parar de nos ver como diferentes. Como piores ou melhores que determinada raça”.

Kessya: “Eu não me acho pior ou melhor que ninguém”.

Helô: “Você ainda vai ter tempo pra pensar sobre isso. E não se esqueça, Kessya, que pra tudo mudar a mudança precisa começar primeiro dentro da gente. Se você quer que os outros te vejam como igual se veja como igual”.

A página do Facebook “A Mãe Preta”, que aborda questões da negritude na maternidade e na infância, considerou a cena uma “apropriação da imagem negra para reprodução de um discurso racista branco”. A página ainda faz um alerta pelo fato de a novela ser destinada a crianças. “A novela ofende as crianças negras que assistem e as induz a adotar uma postura passiva diante do racismo na escola”.

Nas redes sociais, as principais críticas foram à culpabilização do racismo pelos próprios negros.

Em nota, a assessoria de imprensa do SBT falou com a Catraca Livre sobre as acusações:

“A novela tem o papel de debater questões sociais como o enfrentamento ao racismo, citando vários exemplos. Prova disso, no capítulo 60 no ar nesta terça-feira houve a cena onde o texto exalta que racismo é coisa de gente ignorante. E no capítulo 61 ainda no mesmo contexto que foi ao ar ontem, a coordenadora (personagem) do colégio quis convencer a menina que aquele estereótipo de que o negro é sempre culpado à primeira vista não pode prevalecer, mostrando-a uma nova perspectiva. Instalou-se uma polêmica que não existe. A novela é uma obra de ficção para entreter e não polemizar.”

RACISMO NOSSO DE CADA DIA

Para evitar constrangimentos na rua, na escola ou na novela, por exemplo, a Catraca Livre fez uma lista das 11 vezes em que você provavelmente passou vergonha ao falar sobre raça e racismo. Dá uma conferida:

Compartilhe:

1 / 8
1
06:43
Após ser acusado de comunista, Dimenstein cobra provas de Hasselmann
A deputada federal Joice Hasselmann perdeu a calma nas redes sociais ao atacar o jornalista Gilberto Dimenstein, acusando-o de militante …
2
04:53
Netflix e KondZilla lançam ‘Sintonia’, da periferia para o mundo
KondZilla tem razão quando afirma: "A favela venceu". “Sintonia”, a nova série da Netflix, prova isso. A ideia original é dele …
3
04:21
Sinais que indicam problemas no estômago
Ter tosse seca pode ser um sinal que o seu estômago não vai muito bem. Hoje, o Dr. Raul Cutait, médico …
4
03:43
O estrago de Frota é maior que o Bolsonaro poderia acreditar
Após ser expulso do PSL, o deputado federal Alexandre Frota confirmou sua filiação ao PSDB, partido de João Doria, governador …
5
03:03
Câmara aprova projeto de lei sobre abuso de autoridade
A Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei que define quais situações configuram abuso de autoridade. Agora, o texto …
6
04:07
Um pedido de desculpas à Angela Merkel pelas ofensas de Bolsonaro
Depois de dizer a um repórter que ele deveria fazer cocô dia sim, dia não para preservar o meio ambiente, …
7
03:26
Mortes provocadas pelo fim dos radares deveriam ter nome de Bolsonaro
O presidente Jair Bolsonaro determinou nesta quinta-feira, 15, a suspensão dos radares de fiscalização de velocidade móveis em rodovias federais …
8
04:56
‘Risk’, na Netflix, vaza a imagem não autorizada de Julian Assange
Será que, em um ato de coragem, você arriscaria sua própria liberdade para trazer à tona realidades que manipulam a …