Onça-pintada que teve patas queimadas em incêndio no Pantanal é solta

Ousado se tornou símbolo dos animais queimados no Pantanal

Por: Redação
Ouça este conteúdo

A onça-pintada resgatada com ferimentos graves dos incêndios no Pantanal foi solta nesta terça-feira, 20, na região de Porto Jofre, em Poconé (MT), mesmo local onde foi socorrida em setembro.

Ousado, como foi batizado, se tornou símbolo dos animais queimados no Pantanal. Ele voltou ao habitat depois de 36 dias tratamento no Instituto de Preservação e Defesa dos Felídeos da Fauna Silvestre do Brasil em Processo de Extinção (Nex), em Corumbá de Goiás (GO).

Pantanal
Crédito: Divulgação/AMPARA Silvestre A onça-pintada Ousado foi resgatada com as patas queimadas e passou 36 dias em tratamento

O animal foi resgatado no dia 17 de setembro com queimaduras de terceiro grau e outros problemas de saúde, como grave desidratação com possíveis alterações renais.

Ousado recebeu tratamento com terapia de ozônio e laser, com o apoio da ONG Ampara Animal. As aplicações foram feitas nos pontos onde há lesões provocadas pelo fogo no intuito de acelerar a cicatrização e regenerar o tecido queimado. Isso permitiu rápida recuperação e na última quinta-feira, 15,  ele recebeu alta.

onça-pintada
Crédito: DivulgaçãoOnça-pintada que teve patas queimadas em incêndio no Pantanal é solta

Para o transporte de Corumbá de Goiás até Porto Jofre, Ousado foi anestesiado e recebeu um colar com GPS para monitoramento, com o objetivo de avaliar sua readaptação no retorno ao lar.

A onça-pintada foi transportada de carro  até Porto Jofre e depois de barco até o local onde foi resgatado. Nos primeiros dias ela será acompanhado de perto pelos guias locais e pelo pesquisador Fernando Tortato (Panthera) para avaliação direta, enquanto os dados do colar serão avaliados pela equipe do CENAP-ICMBio.

Um vídeo feito por Fernando mostra Ousado saindo da caixa de transporte. Depois que a porta é aberta, o animal fica parado por um tempo, enquanto observava a área. Depois, calmamente sai da caixa, mas logo que se ver livre e corre em direção à mata.

onça-pintada
Crédito: Divulgação/NexOusado foi transportado de barco até o seu habitat, em Porto Jofre, em Poconé (MT)

A volta do Ousado para seu habitat simboliza o esforço de todos que trabalharam no combate aos incêndios florestais e no resgate da fauna afetada.

Além do ICMBio, participaram do resgate e tratamento a ONG AMPARA Animal/Silvestre, SEMA-MT, UFMT, Panthera e Pantanal Relief Fund.