Últimas notícias:

Loading...

ONG faz churrasco com moradores de rua em frente ao touro da Bolsa de Valores

"O Touro sinaliza um progresso, esse progresso de fato não existe, estamos vivendo um retrocesso", afirma Vinicius Lima, cofundador da SP Invisível

Por: Redação

A ONG SP Invisível fez um churrasco com as pessoas em situação de rua em frente ao Touro de Ouro da Bolsa de Valores, localizada no Centro de São Paulo, na noite da última quarta-feira, 17.

ONG faz churrasco com moradores de rua em frente a touro da BVSP
Crédito: Divulgação/ SP InvisívelONG faz churrasco com moradores de rua em frente ao touro da Bolsa de Valores

A organização não governamental, que busca transformar a vida de pessoas em situação de rua, comprou a carne, fez o churrasco e o também ofereceu para ambulantes que estavam passando pelo lugar.

“Falam que o Touro simboliza o progresso e a economia melhorando, mas essa não é a verdade. A verdade é que aumentou o número de pessoas morando na rua, desempregadas, mais pessoas estão passando fome e precisando de comida”, afirma Vinicius Lima, cofundador da SP Invisível.

Com o preço dos alimentos nas alturas, muitas famílias tiveram que ir atrás de alternativas para se alimentar, como gordura e ossos de boi nos açougues e até em caçambas de descarte.

“O preço da carne no mercado aumentou, está tudo muito caro. Enquanto o Touro sinaliza um progresso, esse progresso de fato não existe, estamos vivendo um retrocesso”, completa Vinicius Lima.

Protestos contra o touro

Na última quarta-feira, 17, logo pela manhã, por volta de 6h30, um grupo pôs cartazes na escultura. Um dos seguranças da B3 tentou impedir a ação. Poucos minutos depois, um caminhão de limpeza urbana passou para fazer a limpeza da Rua 15 de novembro e retirou os cartazes.

Na manhã desta quinta-feira, 18, um novo protesto foi feito, dessa vez com tinta preta. A escultura foi carimbada com frases como “taxar os ricos”. Em nota ao G1, Movimento Juntos, autor do ato, disse: “seguiremos buscando expor a contradição entre a existência de bilionários enquanto o povo vive à procura de ossos de boi e carcaças de frango”.