CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Pai espanca bebê até a morte por ela ter nascido menina

O homem foi preso após o crime; veja como denunciar violações de direitos humanos contra crianças e adolescentes

Por: Redação
sapatinhos de bebê
Crédito: Tifonimages / iStockO assassinato aconteceu em meio a um histórico de violência familiar

Um pai foi preso após espancar até a morte uma bebê de cinco meses de idade por não aceitar o fato de a criança ter nascido menina. Segundo informações da Polícia Civil, o crime ocorreu nesta sexta-feira, 17, em Cajá, na periferia de São Lourenço da Mata, no Grande Recife. Augusto Silva da Cruz, de 23 anos, foi levado para a delegacia da cidade e autuado por homicídio.

O pai da criança passou por audiência de custódia e teve a prisão preventiva decretada, de acordo com o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE). O acusado foi encaminhado para o Centro de Triagem (Cotel), em Abreu e Lima, na Região Metropolitana.

“Agora não se pode nem nascer mulher. Por causa desse discurso de ódio, as pessoas acham que podem resolver tudo batendo, espancando e matando. É chocante”, declarou Ana Lúcia Soares, que acompanhou o caso pelo Conselho Tutelar de São Lourenço.

O assassinato da bebê, Debora Maria, aconteceu em meio a um histórico de violência familiar. Um caso de agressão contra a criança foi denunciado há três meses à Delegacia de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA).

Veja a reportagem na íntegra.

Como denunciar violações contra crianças

Violações de direitos humanos contra crianças e adolescentes podem ser denunciadas pelo Disque 100. O serviço funciona 24 horas por dia, incluindo sábados, domingos e feriados. As ligações podem ser feitas de todo o Brasil por meio de discagem gratuita, de qualquer terminal telefônico fixo ou móvel (celular), bastando discar 100. Saiba mais neste link.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.