Últimas notícias:

Loading...

Pastor contrário à exigência da vacina morre de Covid-19

Aos 64 anos, Marcus Lamb dizia que exigência da vacina era "pecado contra a Santa Palavra de Deus"

Por: Redação

Marcus Lamb de 64 anos, um pastor americano fundador da emissora Daystar Television Network, que sempre foi abertamente contrário às vacinas e defendia a ivermectina na prevenção da Covid-19, morreu em decorrência da doença nesta terça-feira, 30.

Sem mencionar o motivo da morte, a emissora anunciou seu falecimento, mas, de acordo com matéria da Newweek, sua esposa, Joni Lamb confirmou que o marido morreu de Covid-19, após hospitalização devido à queda do nível de oxigênio e ineficácia dos tratamentos alternativos.

Durante a internação do pastor, a rede dedicou horas de transmissão a ativistas e grupos anti-lockdown e antivacinação.

Joni e Marcus Lamb
Crédito: ReproduçãoJoni e Marcus Lamb

Seu filho Jonathan, no entanto afirmou “não ter dúvidas” de que a batalha de Lamb contra o coronavírus tenha sido “um ataque espiritual do inimigo”.

A Daystar Television Network é o segundo maior canal cristão no mundo, atingindo cerca de 2 bilhões. No site do canal, as vacinas eram chamadas de “a coisa mais perigosa” que as crianças enfrentam, e divulgou uma petição para impedir que as regras da vacina implementadas pelo presidente Joe Biden entrassem em vigor.

Em um processo judicial que a Daystar protocolou junto com a American Family Association, a exigência da vacina foi classificada como um “pecado contra a Santa Palavra de Deus”.

Nos últimos meses nos Estados Unidos, várias apresentadores religiosos antivacina morreram devido à Covid-19. Os radialistas conservadores Dick Farrell, Phil Valentine e Marc Bernier, que não foram vacinados, morreram devido à doença.

As vacinas continuam a ser a forma mais segura e eficaz de prevenir os casos graves de Covid-19.

Compartilhe: