Patinetes elétricas viram febre nas ciclovias de São Paulo

Fizemos um teste indo da zona sul à zona oeste para compartilhar essa experiência com você

Por: Alessandra Petraglia | Comunicar erro

Circular por São Paulo ficou mais fácil, rápido e o melhor de tudo: sustentável. Depois da febre do aluguel de bikes, as patinetes elétricas tomam conta das ciclovias e ciclofaixas da capital paulista. A alternativa é apresentada como uma solução eficiente, divertida e ecológica para se deslocar sem precisar encarrar o trânsito caótico de veículos. Estresse e congestionamento para quê, não é mesmo?

Até o momento, apenas duas empresas oferecem o serviço de aluguel em São Paulo. A já conhecida Yellow, das bicicletas amarelinhas, e a mais recente Grin Scooters, apelidada de verdinha. Para usar, não tem complicação. Basta acessar o aplicativo para encontrar no mapa a opção mais próxima de você, escanear o QR code e sair patinando por aí!

Patinetes elétricas ganham espaço nas ciclovias de São Paulo
Crédito: Reprodução/InstagramPatinetes elétricas ganham espaço nas ciclovias de São Paulo
Patinete elétrica da marca Grin Scooters.
Crédito: Reprodução/InstagramElas alcançam a velocidade máxima de 20km/h.

Vale a pena?

Para pequenos percursos sim. O custo para desbloquear uma patinete é de R$3  mais R$0,50 por minuto utilizado. Então, se o seu destino for distante, talvez a conta fique um pouco cara. Além disso, elas alcançam a velocidade máxima de 20km por hora.

A redação da Catraca Livre fez o teste com a marca Grin, saindo da zona sul com destino na zona oeste. Percorremos uma das ciclovias mais movimentadas da cidade, a da Av. Faria Lima, em horário de pico.  Muitas bikes e patinetes se acumulavam pelo trajeto, mas o tráfego era continuo.

O tempo total da corrida foi de 38 minutos e o valor, R$12,50. Vale dizer que como era a nossa primeira vez com a empresa, ganhamos um crédito de 10 minutos grátis.

Pode andar na rua?

Não pode. De acordo com a legislação, elas só podem se utilizadas nas ciclovias e ciclofaixas da cidade e não é necessário ter carteira de motorista.

Autor: Alessandra Petraglia

1 / 8
1
03:46
‘Pretendo beneficiar um filho meu, sim’ diz Bolsonaro sobre embaixada
Em uma transmissão ao vivo pelas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro voltou a defender a nomeação de seu filho, …
2
03:15
Num ato de coragem, MBL pede desculpas publicamente
O jornalista Gilberto Dimenstein e a Catraca Livre já foram diversas vezes vítimas das milícias digitais do MBL com as …
3
03:04
O real motivo do ataque de Bolsonaro ao filme de Bruna Surfistinha
Jair Bolsonaro decidiu atacar o filme realizado por Deborah Secco sobre a ex-prostituta Bruna Surfistinha. Motivo oficial: o filme, usando …
4
02:13
Entenda os desdobramentos do caso Tabata Amaral no PDT
O PDT suspendeu a deputada federal Tabata Amaral e outros sete parlamentares que votaram a favor da reforma da Previdência, …
5
02:03
Incêndio em estúdio de animação em Japão deixa dezenas de mortos
Dezenas de pessoas morreram durante um incêndio criminoso que tomou conta do estúdio de animação da Kyoto Animation, na cidade …
6
02:19
Barragem abandonada corre risco de rompimento no interior de SP
Uma matéria publicada pelo G1 alerta para o risco de rompimento da barragem de água em Iaras, no interior de …
7
02:30
O que significa a gargalhada de Caetano Veloso?
Um vídeo do cantor Caetano Veloso gargalhando está viralizando nas redes sociais. O motivo da piada é a entrevista que …
8
01:51
Site ‘Não me Perturbe’ permite bloquear ligações de telemarketing
A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) lançou o Não me Perturbe, site que permite bloquear ligações de telemarketing. O sistema …