Informar

Plantas podem ser solução para limpeza de rios em São Paulo

Por Conexão Planeta

Espécies aquáticas são como filtros naturais para os rios

Setenta e quatro espécies de plantas, entre aquáticas, herbáceas, arbustos e árvores, utilizadas nas chamadas infraestruturas verdes, podem ser capazes de tratar de maneira mais eficiente as águas poluídas da maior cidade do Brasil, São Paulo.

Esta é a conclusão a que chegou a bióloga Maitê Bueno Pinheiro, especialista em Ambiente e mestre em Ciências pela FAU-USP, em seu trabalho de dissertação de mestrado “Plantas para infraestrutura verde e o papel da vegetação no tratamento das águas urbanas de São Paulo: identificação de critérios para seleção de espécies“.

Segundo Maitê, boa parte da poluição que atinge os rios e córregos urbanos é trazida pelo escoamento das águas das chuvas sobre as superfícies impermeáveis, sendo este tipo de poluição conhecida como ‘difusa’.

Entenda mais aqui, na entrevista completa com a bióloga.

  • Leia mais:

Água de rios é boa em apenas 4,5% dos locais avaliados por estudo

Compartilhe: