PM fardado é preso ao agredir e deixar mulher nua no meio da rua

"Apenas imobilizou sua esposa, após ser agredido", diz boletim de ocorrência

Por: Redação

Um policial militar fardado foi preso, em Brasília, após agredir uma mulher e deixá-la nua no meio da rua, na última quinta-feira,18.

O portal G1 teve acesso a um vídeo onde é possível ver a vítima, que também é policial militar, nua e sentada entre os carros depois de ser agredida (veja vídeo aqui).

Crédito: Reprodução/G1PM fardado é preso ao agredir e deixar mulher nua no meio da rua

Segundo a Polícia Militar do Distrito Federal, a corporação foi chamada para atender uma ocorrência de violência doméstica. No local, a equipe encontrou o 3ª sargento da PM, Evaldo Barreto Ferreira, de 45 anos e Juliana Cristina Cunha de Oliveira, também 3ª sargento da PM.

Segundo informou o G1, a policial vítima disse que foi o companheiro que começou a agredi-la com murros e que o casal está junto desde setembro de 2018. “Ele dizia que eu era vadia. E que eu era o demônio e que que se eu quisesse morrer ele mataria”, disse a vítima em depoimento que o portal teve acesso.

ENTENDA COMO FUNCIONA AS DELEGACIAS DE DEFESA DA MULHER

De acordo com o boletim de ocorrência, depois prestar depoimento o PM pagou uma fiança de R$ 2 mil e foi liberado.

“Apenas imobilizou sua esposa, após ser agredido”, diz boletim de ocorrência, de acordo com apuração do G1.

A Polícia Militar disse que o agressor foi levado para a Corregedoria “para providências disciplinares”. A arma de fogo do militar foi apreendida e entregue à Corregedoria. Sobre a vítima, a PM não se posicionou.

Ele vai responder por injúria, lesão corporal, dano e Lei Maria da Penha.