Últimas notícias:

Loading...

PM é presa por deixar posto para lavar farda com menstruação

Tenente da Polícia Militar no Ceará responde em liberdade provisória pelo crime de abandono de posto

Por: Redação

No Ceará, uma tenente da Polícia Militar que atua no Batalhão de Policiamento Turístico (BPTUR) foi presa após deixar o posto em que trabalhava para lavar a farda suja com sangue de menstruação.

calcinha suja de menstruação
Crédito: IStockTenente foi presa após deixar o posto para lavar a farda suja com sangue de menstruação.

Na data do ocorrido, ela teria liberado os policiais que estavam na viatura para almoçar e na sequência saído do local onde estava como supervisora também para almoçar no quartel quando percebeu que a farda estava suja de sangue de menstruação.

Enquanto o uniforme secava, à paisana ela foi para a porta do quartel pegar uma quentinha. Um coronel flagrou a situação e conduziu a policial para a Coordenadoria de Polícia Judiciária Militar (CPJM).

A oficial foi solta 24 horas da prisão e agora responde em liberdade provisória pelo crime de abandono de posto, previsto no artigo 195 do Código Penal Militar.

Em nota, a Polícia Militar do Ceará disse que a versão contada pela tenente não procede e que ela foi flagrada saindo do quartel, sem uniforme e sem autorização superior, no horário em que deveria estar de serviço.

“Ao ser questionada sobre o fato, ela teria afirmado que iria almoçar. Não procede informação de que a mesma estaria lavando o fardamento, na ocasião. A corporação ressalta que o policial militar, quando de serviço, tem que passar todo o turno de trabalho uniformizado e se tiver um caso fortuito, deve informar de imediato ao seu superior hierárquico, o que não teria sido feito pela policial militar no referido caso. O caso está sendo apurado pela unidade judiciária”, completa a nota.

Compartilhe: