Polícia de Londres detém jovens acusados de espancar casal gay

Melania Geymonat disse que nunca tinha sofrido violência física por causa de sua orientação sexual antes

Por: Redação

A polícia de Londres deteve quatro adolescentes suspeito de participar do ataque homofóbico a duas mulheres em um ônibus no final de maio.  Os jovens têm entre 15 e 18 anos.

O ataque a Melania Geymonat, 28 anos, e sua namorada, Chris, aconteceu no segundo andar de um ônibus enquanto elas se dirigiam para Camden Town na madrugada de 30 de maio.

Melania contou a BBC Radio 4 que o grupo entrou no ônibus e começou a assediá-las.

Crédito: Arquivo pessoalMelania Geymonat (à dir.) e sua namorada, Chris, foram parar no hospital por causa do ataque

Ao perceberem que Melania e Chris eram um casal, os homens começaram a dizer para elas se beijarem e a fazer gestos obscenos. Quando as duas se recusaram, o grupo começou a agredi-las.

Na ocasião, a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, disse que  ” foi um ataque doentio e meus pensamentos estão com o casal afetado. Ninguém jamais deve esconder quem é ou quem ama e devemos trabalhar juntos para erradicar a violência inaceitável contra a comunidade LGBT”.

Melania, que é médica trabalha atualmente como comissária de bordo, disse que já havia sofrido “muita violência verbal” mas nunca havia sido fisicamente agredida por causa de sua orientação sexual.

Crédito: Arquivo pessoalMelania Geymonat disse que nunca tinha sofrido violência física por causa de sua orientação sexual antes

Sua namorada, Chris, uma americana que vive em Londres, disse que “foi assustador, mas não é uma situação nova.” Questionada se o ataque fez com que ela ficasse com medo de demonstrar afeto em público, Chris afirmou à BBC “não ter medo de ser visivelmente lésbica”. “Deveríamos até ser mais.” Melania disse concordar.

Compartilhe: