Últimas notícias:

Loading...

Polícia diz que câmera de gás em viatura foi ‘menor potencial ofensivo’

Para a polícia, a câmara de gás que matou Genivaldo se tratava de "técnicas de imobilização e instrumentos de menor potencial ofensivo"

Por: Redação

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) que matou um homem em uma câmera de gás improvisada em um viatura, disse que empregou “técnicas de imobilização e instrumentos de menor potencial ofensivo”. A abordagem macabra aconteceu na BR-101, em Umbaúba, litoral de Sergipe. Genivaldo de Jesus Santos, de 38 anos, morreu, ta narte desta quarta-feira, 25.

Crédito: Reprodução/TwitterPolícia diz que câmera de gás em viatura foi ‘menor potencial ofensivo’

A vítima estava numa moto quando três policiais o abordaram. Segundo nota emitida pela Polícia Rodoviária Federal, o homem resistiu à abordagem e foi agressivo.

Porém, imagens da abordagem mostram Genivaldo sendo revistado, com as mãos para cima, rendido e, em seguida, sendo imobilizado no chão. Em seguida, ele é colocado na câmera de gás improvisada dentro da viatura. As pernas dele ficaram para fora do porta-malas.

Sobrinho da vítima do método nazista da polícia de Sergipe contesta versão

Um sobrinho da vítima, Wallyson de Jesus,  contestou a versão da polícia. “Eu estava próximo e vi tudo. Informei aos agentes que o meu tio tinha transtorno mental. Eles pediram para que ele levantasse as mãos e encontraram no bolso dele cartelas de medicamentos. Meu tio ficou nervoso e perguntou o que tinha feito. Eu pedi que ele se acalmasse e que me ouvisse”.

Segundo Wallyson, mesmo diante da tentativa de diálogo, os policiais usaram spray de pimenta e o colocaram o homem dentro do porta-malas da viatura. “Eles jogaram um tipo de gás dentro da mala, foram para delegacia, mas meu tio estava desacordado. Diante disso, os policiais levaram ele para o hospital, mas já era tarde”.

Nota da Polícia

Leia a íntegra da nota da PRF:

Na data de hoje, 25 de maio de 2022, durante ação policial na BR-101, em Umbaúba-SE, um homem de 38 anos, resistiu ativamente a uma abordagem de uma equipe PRF. Em razão da sua agressividade, foram empregados técnicas de imobilização e instrumentos de menor potencial ofensivo para sua contenção e o indivíduo foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil em Umbaúba.

Durante o deslocamento, o abordado veio a passar mal e socorrido de imediato ao Hospital José Nailson Moura, onde posteriormente foi atendido e constatado o óbito.

A equipe registrou a ocorrência na Polícia Judiciária, que irá apurar o caso. A Polícia Rodoviária Federal em Sergipe lamenta o ocorrido e informa que foi aberto procedimento disciplinar para averiguar a conduta dos policiais envolvidos.

Compartilhe:

?>