Polícia mata jovem com síndrome de Down que tinha arma de brincar

O caso aconteceu em Estocolmo, capital da Suécia, na última quinta-feira, 2

Por: Redação
Jovem com síndrome de Down morto na Suécia
Crédito: ReproduçãoJovem com síndrome de Down foi morto pela polícia sueca

Um jovem autista com síndrome de Down foi morto a tiros pela polícia da Suécia na última quinta-feira, 2, depois de ser considerado perigoso pelos agentes. Na ocasião, Eric Torell carregava consigo uma arma de brinquedo.

De acordo com informações dos policiais, no momento do crime eles atendiam um chamado no bairro Vasastan, em Estocolmo, após receberem denúncia de que havia um homem armado na região. Ao chegarem no local, os três agentes pediram para Eric baixar o que eles acreditavam ser uma “arma perigosa”.

O rapaz não teria obedecido as ordens dos policias e acabou sendo baleado por agir de forma “ameaçadora”. Ele chegou a ser levado para um hospital, mas não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo.

À agência de notícias sueca “Expressen”, a mãe de Eric, Katarina Söderberg contou que a arma de brinquedo que o filho carregava no momento em que foi morto foi um presente e, ainda, ressaltou que o jovem era “o homem mais gentil do mundo” e “não [seria capaz de fazer] mal a uma mosca”.

Na noite em que Eric Torell foi morto, Söderberg havia dado o filho como desaparecido. Ainda segundo ela, essa não foi a primeira vez que ele havia saído de casa. No entanto, sempre foi encontrado ou retornava por conta própria.

As autoridades seguem investigando o caso para avaliar se houve erro na conduta dos três agentes.

Compartilhe: