CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Príncipe imperial destila homofobia e critica ambientalistas

Por: Redação
Reprodução / Rede TV
O príncipe Dom Bertrand de Orleans e Bragança

A 12ª. Edição do Festival Literário de Poço de Caldas (Flipoços) foi alvo de um comentário homofóbico do príncipe imperial Dom Bertrand de Orleans e Bragança, que falou sobre seu livro “Psicose Ambientalista – Os Bastidores do Ecoterrorismo para implantar uma Religião Ecológica Igualitária e Anticristã”, nesta segunda-feira, 1º. As informações são do Estadão.

Durante a palestra com o príncipe no teatro do Espaço Cultural da Urca, em Poços de Caldas (MG), Dom Bertrand chamou atenção ao abordar questões ligadas à sexualidade destilando preconceito. “Eu vejo o homossexualismo como um defeito”, disse ele.

Ele também criticou os ambientalistas. Para ele, as conversas de que pecuaristas estariam acabando com Amazônia seriam frutos de uma “campanha internacional”. O monarca foi aplaudido em algumas ocasiões ao responder a perguntas do público. Isso aconteceu ao dizer que o homossexualismo seria um defeito. “A doutrina católica vê. E a maioria também vê”, justificou Bertrand, que é católico e que tem entre os seguidores muitos jovens ligados à igreja.

Bertrand é trineto do imperador, sendo conhecido por seus discursos conservadores e muitas vezes contra as ideias que se propagam hoje. “Esses mitos ambientais não têm nenhum fundamento científico”, falou no Flipoços sobre as bandeiras ecológicas de defesa do meio ambiente. Explicando depois que “97% do Estado do Amazonas está intacto”.

O príncipe imperial também defendeu a volto do antigo regime que, segundo ele, faria com que o Brasil fosse “bonito, honesto”.

  • Leia mais:
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.