Professora faz festa de casamento especialmente para seus alunos

Por: Renata Penzani

“Minhas crianças passam 200 dias do ano ao meu lado, sabem de cor minhas preferências, meus medos, o que me deixa feliz”.

Foi assim que a professora primária Joana Manente, de Vinhedo, no interior de São Paulo, justificou o porquê de ter trocado a lista de convidados de seu casamento pelos nomes de todos os seus alunos do 1º ano do Ensino Fundamental. Quando começou a criar a lista, ela se deu conta de que mal conhecia muitas das pessoas que estavam ali, e que muitos não a conheciam efetivamente.

A cerimônia foi pensada especialmente para incluir os pequenos, com músicas infantis e decoração colorida, e com temas que eles gostam.
A cerimônia foi pensada especialmente para incluir os pequenos, com músicas infantis e decoração colorida, e com temas que eles gostam.

Por isso, resolveu convidar para este momento tão importante de sua vida as pessoas que verdadeiramente importam para ela. A história inspira e demonstra a relação de afeto construída entre professor e aluno, que se torna ainda mais forte quando valoriza o papel de cada criança, afinal, cada uma é importante do seu jeito particular.

Durante a festa, a professora e as crianças fizeram uma série de dancinhas que costumam praticar na escola, nos momentos de recreação, e toda a playlist da festa foi composta de músicas infantis. Para ter os pequenos do seu lado na festa, Joana pediu a autorização formal dos pais dos alunos, que têm entre seis e sete anos.

O casal recebeu cartões das famílias das crianças agradecendo pela festa e desejando muitas felicidades ao casamento.
O casal recebeu cartões das famílias das crianças agradecendo pela festa e desejando muitas felicidades ao casamento.

Quando ela convite para as crianças, os pequenos não contiveram  a alegria. “Afinal, eles estavam sendo convidados para um casamento, sem a presença dos pais. O que fez com que eles se sentissem importantes e muito queridos”, lembra Joana.

“Quase no final da festa, entreguei para as crianças um pedaço de tecido, no qual solicitei que fizessem um desenho para mim e meu noivo. Este tecido será transformado em uma colcha de cama, como se fosse uma colcha de retalhos, enfeitada e confeccionada pelas crianças”, conta Joana.

"Fez com que eles se sentissem importantes e muito queridos", conta a professora.
“Fez com que eles se sentissem importantes e muito queridos”, conta a professora.

*Com informações de Razões para Acreditar

Leia mais:

1
Anarquia da ponte pra lá: a história do punk na periferia de SP
Autor do livro My Way, Valo Velho é história viva da cena anarcopunk de São Paulo. A Catraca Livre foi até …
2
Backer: entenda o caso das cervejas contaminadas
O Ministério da Agricultura suspendeu a venda de cervejas da marcar Backer e determinou que a empresa faça um recall …
3
O que é liberdade de expressão?
O que é liberdade de expressão? Entenda o significado e a importância desse direito tão importante para todos nós neste …
4
Entenda o acordo nuclear que envolve EUA x Irã
Errata: ao contrário do que aparece no vídeo, o nome do especialista entrevistado é Lucas Leite e não Felipe. O …
5
Depois de ataque e perseguição, Porta dos Fundos é alvo de censura
A Justiça do Rio de Janeiro resolveu mandar retirar do ar “A Primeira Tentação de Cristo”, um Especial de Natal …
6
“Imprecionante”: ministro Weintraub comete novo erro de português
O ministro da Educação, Abraham Weintraub, escorregou de novo na língua portuguesa e a internet não deixou passar. Ao agradecer um …
7
Irã: ataque às bases dos EUA, queda de avião e terremoto
Em apenas uma noite, três eventos simultâneos no Irã fizeram com que a atenção de todo o mundo se voltasse …
8
Irã retoma programa nuclear e EUA podem ter tropas expulsas do Iraque
O assassinato do general iraniano Qassim Suleimani tem gerado uma série de desdobramentos no Oriente Médio, como a possível expulsão …