Projeto ‘Segue a Banquinha’ leva educação política às ruas do Rio

O movimento é inspirado no "Vira Voto", que levou voluntários às ruas para ajudar indecisos sobre qual candidato escolher no segundo turno das eleições

Por: Redação | Comunicar erro
Pessoas conversam sobre política nas ruas do Rio
Crédito: Reprodução / InstagramA banquinha quer fazer com que o diálogo iniciado durante as eleições não termine

No segundo turno das eleições deste ano, algumas cidades pelo Brasil foram tomadas pela iniciativa “Vira Voto”, que levou voluntários às ruas para conversar com indecisos sobre qual candidato escolher, o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) ou seu adversário, Fernando Haddad (PT). Essas pessoas, muitas vezes, ofereciam bolo ou café em uma “banquinha”.

A ação serviu de inspiração para o lançamento do projeto “Segue a Banquinha”, no Rio de Janeiro, que propõe disseminar a educação política e fazer com que o diálogo iniciado durante as eleições não termine.

A iniciativa funciona de duas formas: primeiro, os participantes farão “banquinhas” itinerantes para conversar diretamente com a população. Paralelamente, a conta do Instagram trará conteúdo sobre política para que os seguidores se tornem multiplicadores, fazendo suas próprias banquinhas e conversando com mais gente.

Além de dar informações a respeito de temas atuais, como o Escola Sem Partido e as fake news, o perfil na rede social irá explicar temas políticos de forma didática. Entre os assuntos já abordados, estão o processo para criação de uma lei, enquetes online e outras formas de participação popular.

"Banquinha" nas ruas do Rio discute política
Crédito: Reprodução / InstagramA banquinha voltou às ruas após as eleições para agradecer a quem escutou os voluntários

Também serão discutidos o papel de cada ente da federação e a divisão entre os três Poderes, por exemplo. A conta trará, ainda, um resumo diário de notícias políticas, recomendações de leituras, filmes e eventos ligados à política.

Apesar de ser inspirado no movimento “Vira Voto”, o “Segue a Banquinha” não tem ligação com partidos políticos. “O objetivo é fazer com que as pessoas com quem conversamos saibam mais sobre política e política pública para que tomem suas decisões bem informados”, ressalta o grupo.

Compartilhe:

1 / 8
1
02:23
Paulo Guedes diz que renunciará se Previdência virar ‘reforminha’
O ministro Paulo Guedes (Economia) voltou a afirmar que se houver uma mudança muito radical na proposta original da reforma …
2
03:08
XP: Avaliação negativa do governo supera a positiva pela 1ª vez
De acordo com pesquisa da XP/Ipespe divulgada nesta sexta-feira, dia 24, a avaliação negativa do governo do presidente Jair Bolsonaro …
3
01:35
Governo libera o uso de mais 31 agrotóxicos no campo
O Ministério da Agricultura liberou o uso de mais 31 agrotóxicos nas lavouras do país. Entre eles, há produtos que …
4
02:33
Foto de manifestantes nus contra Bolsonaro é falsa
A foto de uma suposta manifestação de pessoas peladas na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)  que viralizou nas redes …
5
01:37
Lobão rompe com Bolsonaro: “Esse cara não me representa”
Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, o cantor e compositor Lobão falou sobre sua decepção com Jair Bolsonaro e …
6
01:33
Milícias digitais perseguem MBL após críticas a Bolsonaro
O MBL (Movimento Brasil Livre) deixou de ser aliado para se tornar o novo alvo das milícias digitais pró-Bolsonaro. O …
7
03:41
Manifestação releva descompasso entre o Bolsonaro e a direita
A manifestação marcada para o próximo domingo, dia 26, aparentemente, gerou um desequilíbrio entre os grupos de direita apoiadores do …
8
01:29
Barragem da Vale em Barão de Cocais pode romper a qualquer hora
A barragem da mina do Gongo Soco, localizada em Barão de Cocais, em Minas Gerais pode romper a qualquer momento. …