Radialista é demitido após dizer que Greta está ‘precisando de sexo’

A fala do radialista gerou revoltas nas redes sociais e a perda de patrocinadores da rádio

Por: Redação

O radialista Gustavo Negreiro foi demitido da rádio 96 FM de Natal (RN) nesta quinta-feira, 26, após atacar a jovem ativista sueca Greta Thunberg, 16 anos, com comentários misóginos.

Gustavo, que também é advogado, disse ao vivo que a garota “está precisando de sexo”. “Ela é mal-amada. Se ela também não gosta de homem, que ela pegue uma mulher, se ela for lésbica. Ela está precisando de sexo. Ela é uma histérica mal-amada”, disse durante o programa na última segunda-feira, 23.

Crédito: DivulgaçãoGustavo Negreiros critica Greta Thunberg em seu programa

Sua colega de bancada tentou interromper a fala de Gustavo, mas sem sucesso. O radialista disse ainda: “Vá fumar o seu baseadozinho, sua maconha, de volta para a Suécia”.

A fala do radialista gerou revoltas nas redes sociais e um dos patrocinadores do programa, a Unimed Natal, deixou de anunciar na rádio, assim como a empresa de implantes dentários Oral Sin Natal, que também retirou a verba..

Em entrevista à revista Veja, Gustavo fez uma mea-culpa: “Estou pagando pelo meu erro”.

“Eu estou vivendo em um turbilhão. Estou triste e muito abalado. Fiz um comentário infeliz, já perdi dois empregos, minha vida foi destruída. Passei do ponto, não consigo me enxergar nas palavras que disse”, disse.

Na quarta-feira, 25, o deputado Eduardo Bolsonaro compartilhou uma foto falsa de Greta Thumberg.

Na publicação, o filho de Bolsonaro afirma, veementemente, que Greta Thunber é financiada por George Soros, um investidor multimilionário. Junto à afirmação, o parlamentar divulgou uma imagem em que a jovem aparece tomando café da manhã, enquanto que garotos negros estão do lado de fora assistindo à cena.

A imagem é uma montagem das bem mal-feitas.

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.