Senado abre consulta pública sobre vetar o casamento homoafetivo

Consulta está em tramitação já há algum tempo e possui autoria de Magno Malta (PR)

Por: Redação | Comunicar erro
magno malta
Crédito: Reprodução/Agência SenadoMagno Malta é contrário à união homoafetiva

O Senado abriu consulta pública em sua página na internet para saber dos brasileiros se eles são favoráveis ou contrários à Resolução nº 175, de 2013, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que reconhece a união civil homoafetiva.

De autoria do senador Magno Malta, a proposta pretende sustar “os efeitos” da resolução do CNJ “que dispõe sobre a habilitação, celebração de casamento civil, ou de conversão de união estável em casamento, entre pessoas do mesmo sexo”.

Para votar contrário à proposta é preciso apertar em “não” sinalizando oposição à ideia. Aqueles que concordam com Magno Malta devem votar “sim”.

Até o momento da publicação desta matéria, a opção “não” contabilizava mais de 100 mil votos, contra 5 mil “sim”. Para votar, basta clicar aqui.

De acordo com informações do site do próprio Senado, a “situação atual” da proposta encontra-se “em tramitação” desde 2015, o que indica que as pessoas podem continuar votando.

Legalização

O casamento entre pessoas do mesmo sexo no Brasil é permitido desde 2011, por decisão do Supremo Tribunal Federal que, na época, liberou a união estável. Em maio de 2013 o Conselho Nacional de Justiça obrigou os cartórios de todo o país a celebrar o casamento civil e converter a união estável homoafetiva em casamento.

No entanto, para que a união homoafetiva passe a ser lei precisa da aprovação da Câmara e do Senado.

Em março de 2017 a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado aprovou projeto de lei de Marta Suplicy que permite o reconhecimento legal da união estável entre pessoas do mesmo sexo. A pauta iria direto para a Câmara, mas Magno Malta, contrário ao projeto, pediu recurso.

Político que compõe a ala evangélica do Congresso Nacional, o parlamentar do PR não conseguiu a reeleição pelo Espírito Santo este ano e ficará sem mandato a partir de 2019. Contudo, ao que tudo indica, ele não permanecerá longe de Brasília.

Um dos principais aliados do presidente eleito Jair Bolsonaro, Malta deverá herdar um ministério, mais precisamente o Ministério da Família, segundo informações da Folha de S.Paulo. O senador nega.

Compartilhe:

1 / 8
1
54s
Desembargador do TRF2 manda soltar ex-presidente Michel Temer
O desembargador Antonio Ivan Athié, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2 ), determinou nesta segunda-feira, 25, a soltura do …
2
05:08
Ex-presidentes brasileiros que foram presos e você não sabia
Em mais uma etapa da Operação Lava Jato, a Polícia Federal prendeu na manhã desta quinta-feira, 21, o ex-presidente Michel …
3
04:04
Carlos Bolsonaro irrita Rodrigo Maia e complica Previdência
O vereador Carlos Bolsonaro (PSC) irritou o presidente da Câmara Rodrigo Maia com comentários críticos no Twitter. As alfinetadas gerou …
4
01:39
Marcela Temer vira alvo de comentários machistas na web
Após a prisão de Michel Temer pela Lava Jato do Rio de Janeiro, a ex-primeira-dama Marcela Temer virou alvo de …
5
53s
Operação Lava Jato prende ex-presidente Michel Temer
Em mais uma etapa da Operação Lava Jato, a Polícia Federal prendeu na manhã desta quinta-feira, 21, o ex-presidente Michel …
6
02:53
Suzano e Nova Zelândia: os impactos da exposição excessiva
A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, disse que o nome do atirador que matou 50 pessoas em uma mesquita em …
7
02:28
Posse de armas: Nova Zelândia dá exemplo de civilidade ao mundo
Após chocar o mundo nesta semana com o massacre de 50 pessoas em duas mesquitas de Christchurch, a Nova Zelândia …
8
03:10
Entenda o mistério por trás da boneca Momo
Ainda mais perturbador, o Desafio da Momo está de volta e desta vez a boneca aparece supostamente dentro de vídeos …